ITPS é o centro de pesquisa com mais participações em estudos COVID-19 do RS

O Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde (ITPS) vem se destacando pela participação em estudos multicêntricos que buscam remédios para combater ou curar a COVID-19. O braço de pesquisas do Tacchini Sistema de Saúde é o centro com mais participação em quantidade de pesquisas de todo o Rio Grande do Sul. 

Ao todo, o ITPS foi habilitado a participar de 13 dos principais estudos realizados em todo o mundo. Destes, oito já estão concluídos, quatro estão captando voluntários neste momento e um deve iniciar a busca por participantes nos próximos dias. Até o momento, 120 pacientes já participaram dos estudos conduzidos pelo ITPS/Hospital Tacchini.  

“Há quase uma década o ITPS realiza estudos em algumas áreas de interesse da comunidade, como oncologia e epidemiologia. Sempre estivemos abertos e atentos à possibilidade de atrair pesquisas que oferecessem acesso a tratamentos de vanguarda para pacientes ou que respondessem questões relevantes para a região. Como já possuíamos um time preparado para absorver essas rotinas clínicas complexas e, ao mesmo tempo, já mantínhamos contato com os principais centros de pesquisa nacionais e internacionais, nos tornamos naturalmente um centro de pesquisa considerável para os estudos”, descreve a médica Roberta Pozza, diretora de divisão hospitalar do Tacchini Sistema de Saúde. 


Foto: Alexandre Brusa

Mesmo que a chegada das vacinas contra COVID-19 seja considerada literalmente uma injeção de esperança na prevenção da doença, a gerente do ITPS Juliana Giacomazzi afirma que ainda é preciso continuar estudando alternativas de tratamento comprovadamente eficazes para combater o vírus. 

“O Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde (ITPS) segue buscando pessoas para participar de estudos clínicos desenvolvidos em parceria com instituições nacionais e internacionais. É uma excelente oportunidade para que as pessoas que contraíram o vírus tenham acesso a possibilidades terapêuticas promissoras e inovadoras”, avalia Juliana. 

Como funcionam as pesquisas?

O objetivo dos estudos clínicos é dar uma resposta rápida sobre que medicamentos são eficazes no tratamento da COVID-19 e quais não são. Para isso, a partir de resultados promissores em uma fase inicial de estudos laboratoriais, os tratamentos começam a ser realizados em voluntários, primeiro em pequena escala e depois em uma parcela maior da população.É para esta fase mais ampla de estudos que o ITPS segue buscando voluntários.  

Estudos abertos atualmente

Três dos quatro estudos que estão captando voluntários neste momento fazem parte do Coalizão Covid Brasil, uma aliança para condução de pesquisas formada pelas maiores instituições de saúde do país, como o Hospital Israelita Albert Einstein, HCor, Hospital Sírio-Libanês, Hospital Moinhos de Vento e Hospital Alemão Oswaldo Cruz. 

O primeiro, denominado CARE, avalia a anticoagulação plena com rivaroxabana em pacientes com COVID-19 que possuem risco aumentado para eventos tromboembólicos. Já o COPE/Coalizão V estuda o uso da hidroxicloroquina em pacientes ambulatoriais, ou seja, que não precisam de internação hospitalar. 

O terceiro, denominado REVOLUTION/Coalizão IX, avalia o efeito do tratamento com antivirais isolados ou combinados entre si em comparação ao placebo na redução da carga viral do SARS-CoV-2. Já a quarta pesquisa estuda o efeito do molnupiravir, um medicamento antiviral oral experimental que atua impedindo a replicação do vírus e que tem potencial de ação em diversos vírus RNA, incluindo o SARS-CoV-2. 

É preciso pagar para participar?

Não. Tanto as medicações oferecidas no estudo, quanto o acompanhamento médico, incluindo a realização de exames e consultas periódicas necessárias para a realização da pesquisa são totalmente gratuitas. Ou seja, além de ter a oportunidade de auxiliar na descoberta de uma solução definitiva que pode salvar milhares de vidas em todo mundo, os voluntários ainda têm à disposição uma estrutura especializada durante a vigência do estudo.

Posso escolher qual estudo participar?

O ITPS possui uma relação de estudos clínicos abertos para covid, que são apresentados aos pacientes, quando há interesse, após avaliação pela equipe médica e de pesquisa do centro de estudo. A avaliação consiste em consulta médica e realização de exames. Se houver critérios de inclusão para os estudos, o potencial participante será informado pela equipe do instituto e será aberta a possibilidade de definição sobre o interesse ou não na participação.
 
Como participar?

Quem realiza um dos testes de detecção de COVID-19 nos Laboratórios do Tacchini é questionado se deseja ser contatado pela equipe do ITPS, caso seu exame seja positivo. A partir de então, a equipe do ITPS realiza a ligação e apresenta os estudos ativos, avaliando as possibilidades de participação de forma individual.
 
Para quem foi diagnosticado com COVID-19 a partir de testes realizados em outros laboratórios e tem interesse em saber mais sobre os estudos, basta ligar no ITPS: (54) 3455 4333, ramais 1125 e 1126 ou enviar um email para [email protected]

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.