Judiciário gaúcho dá posse a 92 novos juízes e juízas

Os profissionais, agora, são considerados Juízes de Direito Substitutos do Judiciário do Rio Grande do Sul

Foto: Eduardo Nichele

Sonho, realização, justiça, responsabilidade, humanidade e desafios. Essas foram as palavras mais repetidas na posse dos 92 novos Juízes de Direito Substitutos do Judiciário gaúcho. A solenidade, conduzida pela Presidente do Tribunal de Justiça do RS, Desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira, foi realizada na tarde desta sexta-feira, 1º/07, no Plenário Ministro Pedro Soarez Munõz. O Procurador-Geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, representando o Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, prestigiou o evento, além de outras autoridades e familiares dos empossados.

A Presidente do Tribunal de Justiça, em seu pronunciamento, destacou que “ o Judiciário gaúcho é um dos mais respeitados do país, não apenas pela qualidade e vanguardismo de suas decisões, mas também por seus projetos inovadores no âmbito da administração da Justiça”. Ela acrescentou que “o reforço da força de trabalho nos quadros da magistratura gaúcha era muito aguardado pela Administração do Tribunal, assim como pela sociedade, considerando o número de cargos vagos em diversas unidades judiciárias”.

A magistrada disse aos novos juízes que “a Justiça é a última esperança daqueles que tiveram seus direitos sonegados ou lesados, por isso a prestação jurisdicional deverá ser célere, efetiva, mas, sobretudo, justa, com olhar empático e humano”. Salientou ainda a importância da magistratura no contexto da sociedade. “O paradigma da Juíza e do Juiz no mundo contemporâneo é o de um ou uma líder, e será a sua liderança que terá o condão de formar uma equipe de alto desempenho capaz de entregar ao jurisdicionado a almejada justiça”, acrescentando que “o Juiz não coordena somente a sua unidade judiciária, mas é uma liderança da sua comunidade, e dessa forma confere prestígio à imagem do Judiciário.” Disse ainda que “o respeito pela autoridade do magistrado é proporcionalmente medido pela cordialidade e fino trato como se relaciona com os demais operadores do direito, com as partes e com os servidores da justiça.”

A Presidente também parabenizou o atual 2º Vice -Presidente, Desembargador Antonio Vinicius Amaro da Silveira, e seu antecessor, Desembargador Ícaro Carvalho de Bem Osório, pelo bem-sucedido trabalho realizado pelas duas últimas comissões de concursos públicos, juntamente com magistrados, advogados e servidores que compuseram as equipes.

“Desejo, do fundo do coração, que a jornada das senhoras e dos senhores na Magistratura gaúcha seja plena em realizações pessoais, gratificante pela busca incessante da pacificação social e caracterizada pelo idealismo permanente dos vocacionados”, concluiu a Chefe do Poder Judiciário.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.