Justiça gaúcha chega a 6 milhões de processos no sistema digital

Esse número contempla o acervo total de processos que tramitam no sistema, considerando ativos e baixados, e representa a virada digital do Poder Judiciário gaúcho

Foto: Tribunal de Justiça RS

A Justiça Estadual gaúcha atingiu a marca de 6 milhões de processos no eproc. Esse número contempla o acervo total de processos que tramitam no sistema, considerando ativos e baixados, e representa a virada digital do Poder Judiciário gaúcho, por meio do seu Programa de Virtualização, que compõe um dos eixos do Planejamento Estratégico da Instituição.

Apenas nos últimos seis meses, houve o incremento de 1 milhão de processos. “Desse montante, aproximadamente metade é oriundo do projeto de digitalização do acervo e a outra metade, do ingresso de processos novos. O destaque, sem dúvidas, é a velocidade com que isso vem acontecendo”, afirma o Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Antônio Braz.

Nesse período, houve também a migração eletrônica de 250 mil processos do sistema ethemis para o eproc, no primeiro semestre. “É uma ação que se soma à digitalização”, afirma o Diretor. “Esta é uma demanda, diminuir o número de sistemas e trabalhar apenas com o eproc”, explica.

O eproc é um sistema que evolui rapidamente, agregando novas funcionalidades para que o trabalho das unidades ocorra de forma cada vez mais célere. A plataforma foi cedida gratuitamente e possui desenvolvimento colaborativo entre o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) e o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.