Levantadora de peso da Nova Zelândia é a primeira atleta trans nas Olimpíadas

Aos 43 anos, Laurel Hubbard, levantadora de peso da Nova Zelândia, já fez história nos Jogos Olímpicos. Ela foi a primeira mulher trans a competir no maior palco do esporte mundial, na categoria acima dos 87 kg.

Dez anos mais velha do que a segunda em idade na disputa, Laurel havia se classificado ao levantar 115 kg no arranque. Ela falhou ao aumentar para 120 kg na sua primeira tentativa e resolveu aumentar para 125 kg, ainda sem sucesso. Na terceira, Laurel falhou novamente em levantar 125 kg e foi eliminada. Ela foi a única a não conseguir nenhuma marca na primeira parte da prova.

Além de Laurel, a americana Chelsea Wolfe também é uma mulher trans classificada para as Olimpíadas. Ela faz parte do time de BMX dos Estados Unidos como reserva. Quinn, da seleção de futebol feminino do Canadá, e Alana Smith, estadunidense do skate, são pessoas trans não-binárias. Os Jogos de Tóquio são os que têm o maior número de atletas abertamente LGBTQIA+.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.