Líder nacional de espumantes é de Bento Gonçalves: saiba mais sobre a Família Salton

Referência na comunidade, Família Salton leva o nome e vocação de Bento Gonçalves para mais de 30 países

A vinícola mais antiga em funcionamento no país é de Bento Gonçalves e hoje leva o nome do município para mais de 30 países por meio de seus produtos. A Família Salton, cuja sede fica no distrito de Tuiuty, é líder nacional do mercado de espumantes e seus rótulos acumulam cada vez mais prêmios. Isso porque somente nos últimos três anos, foram mais de 130 premiações nacionais e internacionais, levando assim o nome de Bento Gonçalves para o resto do mundo e tornando a marca uma referência, especialmente, no processo de reconhecimento do espumante brasileiro. Além disso, temas como sustentabilidade e inovação são diretamente ligados à história da marca, que traduz em seu DNA a vocação pela vitivinicultura.

Daniela Radavelli

A Família Salton completa 112 anos em 2022 e, no ano passado, atingiu seu maior faturamento: foram cerca de R$ 500 milhões capitaneados, especialmente, pelo espumante. Também contempla cerca de 350 famílias produtoras de uva em todo o Estado, além de gerar mais de 500 empregos em todas suas unidades de negócio.

Mesmo com tamanha representatividade internacional, o envolvimento comunitário é um dos valores que a Família Salton não abre mão, já que a marca está estritamente relacionada ao desenvolvimento de Bento Gonçalves, cidade onde nasceu e cresceu. Um exemplo claro são as ações de cunho social que abrangem diferentes áreas importantes para a comunidade, como segurança e educação. Nos últimos dois anos, foram investidos mais de R$ 600 mil em projetos sociais.

Mateus Martins

Recentemente, a Família Salton apoiou o projeto Aparelha Batalhões de Polícia de Choque, que é capitaneado pela Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul. “As novas viaturas recebidas pelo 4º Batalhão de Polícia de Choque (4°BPChq) serão essenciais no enfrentamento ao crime.  Como são semi blindadas, elas propiciarão, sem sombra de dúvidas, maior segurança à integridade física dos policiais militares. O 4°BPChq terá condições de auxiliar as unidades operacionais da Serra, aumentando a quantidade de policiais militares na atividade de patrulhamento motorizado. Isso visa a redução dos índices criminais e a manutenção da ordem pública”, comenta o comandante do grupo, major Diego Soccol.

Além disso, a empresa patrocinou o projeto Pró-Biblioteca, da editora LP&M, via Lei Rouanet. Em Bento Gonçalves, o Colégio Estadual Dona Isabel foi contemplado. Bibliotecas de escolas dos outros municípios onde a Salton atua também foram beneficiadas. Além de Bento, a vinícola marca presença em Santana do Livramento (RS), Jarinu (SP) e São Paulo (SP). Cada escola recebeu 250 livros novos.

Nicole Salton

O turismo como estratégia de negócio e impulsionador da região

A sede no Distrito de Tuiuty, inaugurada em 2004, atraiu desde então a atenção dos turistas à região do Vale do Rio das Antas, incentivando o desenvolvimento de novos empreendimentos e de atrações próprias, como o temático “Festival Sabores da Vindima”.

Protagonista no desenvolvimento enoturístico de Bento Gonçalves, a companhia investe agora na expansão de suas atrações na região. Um novo empreendimento da Família Salton deve abrir suas portas neste ano. Inspirado na Casa di Pasto que deu origem à vinícola, no final do século XIX, o novo espaço está em construção no roteiro turístico Caminhos de Pedra. O empreendimento foi projetado com foco em experiências enogastronômicas com os principais rótulos e edições limitadas da marca, envolvendo seus visitantes em uma verdadeira imersão no universo dos espumantes e vinhos.

Restaurada e revitalizada, a fachada original da primeira sede da vinícola incentiva o desenvolvimento local através do Piazza Salton

Parcerias com universidades trazem inovação e desenvolvimento ao setor

Dentro do eixo de sustentabilidade, um dos temas prioritários para a Família Salton é a minimização dos impactos climáticos causados por sua cadeia produtiva e o compromisso com uma produção de baixo carbono. Por meio de um projeto científico realizado em parceria com a Universidade de Caxias do Sul (UCS) a pesquisa identificou o impacto ambiental da Salton, mapeando as melhores práticas, propondo ações mitigatórias e preparando a companhia para reduzir suas emissões e, eventualmente, compensar as que não podem ser evitadas, seja por meio de compra de créditos de carbono ou reservas ambientais.

“O inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE’s) é considerado o primeiro passo para que uma instituição possa contribuir no combate às mudanças climáticas, já que é realizado todo diagnóstico das emissões atmosféricas”, explica a professora Vânia Elisabete Schneider, diretora do Instituto de Saneamento Ambiental da UCS (ISAM-UCS), que sedia o desenvolvimento da pesquisa. A iniciativa, inédita no setor vitivinícola nacional, possibilita estabelecer estratégias, planos e metas para redução e gestão das emissões de gases de efeito estufa, engajando-se para solucionar o enorme desafio para a sustentabilidade global, além de permitir planejar processos que garantam eficiência econômica, energética e operacional.

Dashiele Cogo

A pesquisa faz parte do Núcleo de Inovação, Pesquisa & Desenvolvimento da Família Salton, criado em 2020 para unificar todos os projetos que ocorrem em paralelo dentro da companhia envolvendo as áreas de viticultura, enologia, produção e distribuição. Integra ainda o Núcleo o Programa Terroir Salton, envolvendo mais de 60 famílias viticultoras do Rio Grande do Sul, parceiras da Salton, em torno de um programa avançado de boas práticas vitícolas. O foco em inovação e tecnologia projeta soluções do campo à indústria, garantindo as melhores práticas e incentivando o desenvolvimento de toda a cadeia vitivinícola do Brasil.

Outro projeto da Família Salton que se destaca e já apresenta resultados positivos, especialmente aos produtores de uva da região da Campanha Gaúcha, é resultado de um estudo conduzido por professores, pesquisadores e estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), ligados ao Departamento de Solos e Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo. A cartilha ‘Amostragem e Recomendação de adubação para vinhedos na Campanha Gaúcha’, construída a partir desta pesquisa que segue em andamento, foi entregue aos viticultores de toda a região e traz orientações ao grupo para posterior adubação adequada em vinhedos.

Daniela Radavelli

Estes experimentos sobre adubação de solo provavelmente estão entre os de maior duração em território brasileiro, além de ser o primeiro dedicado à região da Campanha Gaúcha, que vem se mostrando uma das mais promissoras no cultivo de uvas para a elaboração de vinhos no Brasil. “As pesquisas revelaram os valores de referência em solo e folhas que permitem ao produtor definir se é necessário ou não aplicar nutrientes. Essas informações, de forma tão assertiva, eram até então inexistentes, e não eram conhecidas com tal precisão”, comenta o Professor Dr. Gustavo Brunetto, Engenheiro Agrônomo e Doutor em Ciência do Solo, vinculado a UFSM.

De Bento Gonçalves para o mundo: Família Salton é a maior produtora de espumantes do país

Além de ser a marca de espumante brasileiro mais consumida e a 5º mais importada pelos Estados Unidos (Ideal Consulting, 2020), a Família Salton é reconhecida ainda como a maior produtora de espumantes do país (Adega Ideal, 2022), sendo líder na comercialização nacional.

Ao longo da sua trajetória, a Salton sempre se preocupou com o equilíbrio entre as suas ações e os caminhos que percorreu. Afinal, são quase 112 anos de trabalho, perseverança e contribuições às comunidades em que esteve inserida. Sem o equilíbrio em seus aspectos técnicos, humanos, de condições de trabalho, ambientais e de fabricação dos seus produtos, não seria possível a empresa alcançar seu centenário de história.

Franciele de Carli

Impactos ambientais e sociais dependem também das contribuições das empresas e esses tópicos estão diretamente relacionados à projeção estratégica da marca. A Salton entende que ser sustentável é umajornada que envolve compromissos, identificação de avanços e atingimento de resultados. A empresa acredita que sustentabilidade é proporcionar impactos positivos para as próximas gerações, firmando o seu legado ao longo da sua história. Fazem parte dos temas que envolvem a sustentabilidade na Salton os pilares ambientais, sociais e de governança.

“Um de nossos grandes objetivos, como corporação, é construir um legado de forma sustentável. Muito além de estratégias e técnicas que nos ajudem a superar os desafios, a experiência nos mostra que precisamos estar atentos, em uma posição que favoreça não apenas a compreensão do cenário que nos rodeia, como também nos motive frente às transformações de mundo”, explica o diretor-presidente, Maurício Salton. “Como inspiração, contamos com uma história centenária, construída por meio do legado de quatro gerações. E é a partir dela que devemos buscar referências, extraindo os bons exemplos para as futuras gerações”, completa Maurício.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.