Lourenço Cusin será o Gaúcho Homenageado dos Festejos Farroupilhas

O gaúcho é um dos fundadores da Associação bento-gonçalvense da Cultura Tradicionalista Gaúcha, a ABCTG

Foto: Rodrigo De Marco

Nesta terça-feira, 30/08, foi realizado o convite para o Gaúcho Homenageado dos Festejos Farroupilhas 2022. Neste ano, o evento terá como representante o tradicionalista Lourenço Cusin Neto. Estiveram presentes o prefeito Diogo Siqueira, vice-prefeito Amarildo Lucatelli, secretário de Cultura Evandro Soares, presidente da ABCTG Adiles Rodrigues de Freitas, Ivete Dalla Valle e o tradicionalista Álvaro Machado de Mesquita.

Para o secretário de Cultura, Evandro Soares, “com o nome do Lourenço Cusin mantemos a tradição de homenagear, nessa data tão importante, pessoas que fizeram a diferença no tradicionalismo da nossa cidade. Um homem simples, que contribuiu grandiosamente para o tradicionalismo”, disse.


Emocionado, o homenageado agradeceu. “Não tenho palavras para dizer, fiquei dias hospitalizado e sei que o patrão lá de cima me deixou aqui para receber essa homenagem”, relata. 

Para o prefeito Diogo “nestes dias que celebramos os Festejos Farroupilhas, o Lourenço será a cara do tradicionalismo na nossa cidade. Fico muito feliz com a homenagem. Hoje aqui nesse encontro ouvimos muitas histórias e relatos que reforçam os laços do tradicionalismo e o homenageado faz parte dessa trajetória”.

Foto: Rodrigo De Marco

O homenageado

Nascido em 1939, em Faria Lemos, Lourenço trabalhou como agricultor até os 21 anos. Trabalhou na construção da Rede Ferroviária – Tronco sul: Bento Gonçalves a Lages, conhecida como Ferrovia do Trigo. Iniciou como braçal e passou a trabalhar no Rancho como cozinheiro.

Também recebeu homenagem na Câmara de Vereadores pelos trabalhos prestados. Em 1997, foi um dos fundadores da Associação bento-gonçalvense da Cultura Tradicionalista Gaúcha (ABCTG), onde também, por um período, auxiliou na realização dos cursos de danças tradicionalistas.

Em 2006 foi eleito Patrão do CTG Gaudério Serrano, exercendo o cargo por três gestões, conquistando por três anos consecutivos os 200 pontos na Lista Destaque. Neste período, classificou diversos peões e prendas nos concursos Regionais e Estaduais, viajando pelos quatro cantos do Rio Grande, acompanhando-os participando de eventos, Congressos e  Convenções Tradicionalistas.


Recebeu, do MTG, a Comenda “João de Barro” troféu máximo no Tradicionalismo Gaúcho. Colocou diversos peões e prendas na 11ª Região Tradicionalista e no Estado.