Lula indica Flávio Dino para ocupar vaga no STF

O presidente brasileiro também indicou o advogado Paulo Gonet para o cargo de procurador-geral da República

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) indicou o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, para ocupar a vaga deixada pela ministra Rosa Weber no Supremo Tribunal Federal (STF). Lula também indicou Paulo Gonet ao cargo de procurador-geral da República. Ato aconteceu na tarde desta segunda-feira, 27/11, em Brasília. As indicações foram encaminhadas ao presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Pelas redes sociais, Dino agradeceu a confiança do presidente. “O presidente Lula me honra imensamente com a indicação para Ministro do STF. Agradeço mais essa prova de reconhecimento profissional e confiança na minha dedicação à nossa Nação. Doravante irei dialogar em busca do honroso apoio dos colegas senadores e senadoras. Sou grato pelas orações e pelas manifestações de carinho e solidariedade”, escreveu no X (antigo Twitter).


O ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, elogiou as escolhas de Lula. “O presidente Lula indicou dois grandes juristas e competentes homens públicos para o Supremo Tribunal Federal e para a Procuradoria Geral da República. Flávio Dino e Paulo Gonet são escolhas sérias e republicanas e, uma vez aprovados pelo Senado Federal, contribuirão para o fortalecimento de nosso Estado Democrático de Direito”, disse.

Quem é Flávio Dino

Atual ministro da Justiça e Segurança Pública, o maranhense Flávio Dino tem 55 anos e experiência no setores público e privado. Graduado em direito pela Universidade Federal do Maranhão em 1991 e mestre pela Universidade Federal de Pernambuco em 2001, já atuou como advogado, professor, político e magistrado. Foi eleito senador da República no pleito de 2022 e exerceu os cargos de governador do Maranhão (2015 a 2022), deputado federal (2007 a 2014) e presidente da Embratur (2011 a 2014). Entre 1994 e 2006, ocupou a função de Juiz Federal da 1ª Região e foi presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil de 2000 a 2002.

Quem é Paulo Gonet

Nascido em 16 de agosto de 1961 no Rio de Janeiro, Paulo Gustavo Gonet Branco graduou-se em Direito pela Universidade de Brasília (UnB) em 1982, concluindo mestrado em Direitos Humanos na Universidade de Essex em 1990 e doutorado em Direito, Estado e Constituição na UnB em 2008. Com Gilmar Ferreira Mendes e Inocêncio Mártires Coelho, fundou em 1998, em Brasília, o Instituto Brasiliense de Direito Público, atual Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP). Tem trajetória no Ministério Público Federal desde 1987, atuando como subprocurador-geral da República. Desde julho de 2021, é vice-procurador-geral eleitoral.