Lutando por um mundo melhor

Unindo a dedicação de militar com a filosofia de judoca, André Luís de Oliveira adotou uma difícil missão para sua vida: utilizar o esporte para oportunizar aos jovens a luta por um mundo melhor. Aos 36 anos, faixa preta shodan e 2º Sargento do 6º Batalhão de Comunicações (6º BCom), ele dedica boa parte da sua vida às aulas da Physio, escola de Judô, que ele mesmo fundou. Em apenas dois anos de existência, a academia já conta com mais de 200 alunos.

Em 2009 os meninos do Pelotão Curumim puderam iniciar as aulas no tatame. O sargento tinha outro objetivo: incluir também meninas no projeto. No ano passado, 40 garotas, de oito a 15 anos, oriundas das escolas públicas da cidade participaram das atividades. Em 2011, mais 40 meninas de escolas municipais e estaduais vão praticar o judô.

Desde o inicio das aulas, em junho de 2009, a parceria entre o Pelotão Curumim e a Phisyo vem dando resultado. De lá para cá, o grupo bento-gonçalvense volta com pelo menos um troféu de todos os campeonatos que participa. O grupo encerrou 2010 como campeão Estadual de Novos e acumulou bons resultados como o 4º lugar geral e o 5º lugar por equipes e no ranking geral. 64 entidades participaram das competições. “Não quero apenas número de alunos e títulos. Quero o esporte como agente de transformação social”, enfatiza.

Confira a matéria completa na edição desta sexta-feira do SerraNossa.

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.