Mais de R$ 800 mil para qualificar servidores

Os convites para o lançamento da Escola de Gestão Pública (EGP), na próxima segunda, dia 20, foram distribuídos antes mesmo da certeza de aprovação do projeto por parte dos vereadores.  Em função da data já ter sido reservada, foi marcada uma sessão extraordinária neste sábado, dia 18, para aprovação do projeto. A matéria já havia entrado na pauta na sessão de terça-feira, porém teve pedido de vistas por parte do vereador Neri Mazzochin (DEM).

De acordo com a secretária geral de governo e administração, Eliana Passarin, parte dos recursos para a criação da Escola são provenientes do Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT), mais de R$ 800 mil, e parte dos recursos serão da própria prefeitura. O PMAT é financiado através de um empréstimo de R$ 4,5 milhões feito pelo Poder Executivo, que será quitado em oito anos a partir de 2013.

Mais um cargo

O diretor da escola, de acordo com o projeto de lei, será de livre nomeação do prefeito, que poderá ser um cargo comissionado da estrutura administrativa ou um servidor efetivo. A legislação prevê ainda que poderão ser requisitados mais servidores – até o máximo de cinco – para coordenar as atividades administrativas e pedagógicas.

Carina Furlanetto 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.