Mais saúde na sua mesa: o consumo de frutas, verduras e legumes

Uma alimentação saudável passa pela diversificação do consumo de frutas, legumes e verduras. O Guia Alimentar da População Brasileira orienta que se faça dos alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação, pois esta é uma atitude que visa a hábitos para uma vida mais saudável. Em conjunto com uma rotina mais ativa fisicamente, este consumo atua no enfrentamento à desnutrição, à obesidade e ao desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, como obesidade, hipertensão arterial e Diabetes tipo 2.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere que o consumo diário de frutas e hortaliças seja de 400g, o equivalente a cinco porções. Porém, a última Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) de 2017-2018 mostra que cada brasileiro consome, em média, 70 gramas de frutas/dia e 65 gramas de hortaliças/dia. Estes alimentos possuem diversas propriedades nutricionais que conferem proteção ao corpo, como atividades anti-inflamatórias e antioxidantes, estes últimos sendo substâncias que têm a propriedade de proteger nossas células contra os radicais livres, moléculas que são nocivas ao corpo.

Variar cores desses alimentos garante a diversidade da oferta de vitaminas e minerais necessários para o bom funcionamento do organismo. Além disso, estes alimentos apresentam baixo valor calórico e possuem fibras que ajudam a normalizar a função intestinal e a manutenção da microbiota intestinal, entre outros benefícios.
Outro aspecto importante sobre o aumento do consumo destes alimentos é o sistema alimentar social e ambientalmente sustentável, o apoio à agricultura e à produção local, e a diversidade da acessibilidade. A diversidade de frutas, legumes e verduras é imensa no Brasil. Por isso, sempre que possível, opte por frutas e hortaliças da época. Respeitar a sazonalidade garante alimentos com mais sabor e melhor valor nutricional, além de beneficiar o seu bolso, pois os alimentos da época normalmente são mais baratos.

As frutas podem ser consumidas nos intervalos das refeições ou após. O horário intermediário entre café da manhã e almoço, chamado de colação, após o almoço, no lanche da tarde, ou após a janta são horários indicados. Quando a pessoa faz o uso da fruta como uma refeição, única, como por exemplo, a colação, pode consumir junto oleaginosas em pouca quantidade como nozes, castanhas do Brasil e amêndoas.
Os vegetais e frutas são alimentos muito versáteis, facilitando o consumo adequado desses alimentos no dia a dia.

A área da Nutrição está em evidência, pois cada vez mais as pessoas se interessam pelo cuidado com a saúde e um dos pilares desse cuidado deve-se à alimentação. Diante desse crescimento de demanda, o mercado oferece cada vez mais possibilidades ao profissional da área. Venha para a UCS Bento Gonçalves e conheça o curso de Nutrição!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.