Mais uma comunidade no interior sofre com falta de energia elétrica há dias na região

Pelo menos sete famílias na Linha Morro do Céu, em Cotiporã, estão sem luz desde a última quinta-feira, 20/01. “Não sabemos mais a quem recorrer”, lamenta uma moradora

Mais de 50 protocolos e nenhuma resposta concreta. Desde a última quinta-feira, 20/01, pelo menos sete famílias da Linha Morro do Céu, interior de Cotiporã, estão implorando por soluções para a RGE. São quase seis dias sem energia elétrica diante de uma das maiores ondas de calor que se tem registro no Rio Grande do Sul. “Têm pessoas de idade dormindo ao lado de fora das casas, embaixo das árvores, sem conseguir aguentar o calor. Têm pessoas com COVID-19, crianças precisando de nebulização…”, relata uma moradora da localidade.

Na semana passada, a moradora conta que foram vistas faíscas de fogo de uma residência da comunidade. Também há fios soltos na rua, o que pode ter causado a falta de energia. “Estamos sem luz em plena safra, com comida estragando no freezer. Foram mais de 50 protocolos na RGE. Já tentamos de tudo. Já chegaram a nos falar para procurar a RGE da nossa cidade, sendo que em Cotiporã não existe RGE. Não sabemos mais a quem recorrer”, lamenta.

Na semana passada, a queixa sobre a falta de luz veio de uma comunidade no interior de Pinto Bandeira, que também passou pelo menos cinco dias sem energia elétrica.

Ao SERRANOSSA, a RGE informou que há uma ocorrência “pendente de atendimento” ainda de domingo, 23/01. “A empresa está priorizando o atendimento e enviará uma equipe para executar os reparos na região”, disse em nota. Entretanto, até a tarde desta terça-feira, 25/01, os moradores continuavam sem energia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.