Maus-tratos contra animais vira assunto do Papo de Responsa da Polícia Civil gaúcha

Depois de ganhar as salas de aulas (e outros espaços) falando de temas como violência doméstica, cyberbullying e o consumo de drogas, o Papo de Responsa – programa que aproxima a Polícia Civil gaúcha das comunidades – adiciona um novo assunto ao rol de saberes: maus-tratos contra animais.

O tema passa a ser abordado dentro da mesma dinâmica que transformou o Papo num dos programas mais conhecidos e solicitados da Instituição. “Assuntos que a maioria acha de difícil abordagem, a gente descomplica”, explica a Diretora da Divisão de Comunicação Social e Relações Institucionais (DCS), da Chefia de Polícia, Delegada Viviane Nery Viegas.


Foto: Divulgação
 

Responsável pelo programa no estado e uma de suas inúmeras “multiplicadoras” (alcunha recebida pelos servidores policiais que atuam no programa), Viviane aposta na versatilidade do Papo para chegar até o jovem de forma direta e eficaz. “Levamos a ótica policial sobre esses assuntos, sem rodeios, mas de um jeito descontraído”, coloca.

No Rio Grande do Sul, o programa existe desde outubro de 2016. Antes, fez sucesso junto às escolas do Rio de Janeiro, estado onde o Papo ganhou vida há 18 anos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.