MDB confirma pré-candidatura de Simone Tebet à Presidência

Nesta quarta-feira, 08/12, o MDB oficializou a pré-candidatura da senadora Simone Tebet à Presidência da República nas eleições de 2022. A confirmação ocorreu durante ato em Brasília. O anúncio de que o MDB havia decidido lançar a pré-candidatura da senadora havia sido feito ainda em novembro, pelo presidente do partido, o deputado Baleia Rossi (SP).

Durante o lançamento da pré-candidatura, Simone Tebet disse que se faz política “no coletivo” e que “ninguém faz nada sozinho”. Aos presentes ao evento, a pré-candidata afirmou também que o país precisa de uma “nova arquitetura política” e que esta deve ser a missão dos “democratas” do MDB e dos demais partidos. “Essa missão tem clamor da urgência. A urgência porque o nosso povo, o povo brasileiro, está morrendo de fome depois de centenas de milhares brasileiros terem morrido por uma Saúde omissa, insensível e negacionista”, declarou Simone Tebet. “Enquanto nos lares faltam cidadãos brasileiros, na rua temos o cenário da indigência total. A nossa missão clama por urgência e é urgente”, acrescentou. Simone Tebet disse ainda que a atual política ambiental do governo é “desastrosa” e que o governo não tem plano de desenvolvimento para o país. “O governo que aí está cria crises artificiais, mas é mais grave do que isso: promove a discórdia, a polarização. Numa única palavra, quer aniquilar as minorias”, completou.

Questionada por jornalistas, Tebet não disse o nome de quem poderia ser seu eventual companheiro de chapa. “O mais importante é que a presença deles [representantes de outros partidos no evento] mostra que estamos unidos num único ideal: o de garantir sempre a democracia, que nós possamos avançar em políticas públicas para garantir um novo rumo ao país. A presença deles aqui mostra exatamente isso: que nós temos as nossas divergências, mas nós vamos convergir num projeto maior logo na frente”, afirmou.

Simone Tebet está no primeiro mandato como senadora, tendo sido eleita em 2014, e é formada em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Além dela, outros dois senadores se movimentam para o pleito de 2022: o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG); e Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

O calendário da Justiça Eleitoral, porém, determina que o período para os partidos fazerem as convenções e decidirem os candidatos vai de 20 de julho a 5 de agosto de 2022. O pedido de registro da candidatura deve ser feito até 15 de agosto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.