Médico de UBS chama enfermeira de “nordestina burra” e é preso no RS

O caso foi registrado em uma unidade de saúde de Morro Reuter

Foto: Prefeitura Municipal de Morro Reuter

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na segunda-feira, 12/02, um médico, de 63 anos, pelo crime de injúria discriminatória em Morro Reuter, no Vale do Sinos. O caso foi registrado em uma unidade básica de saúde (UBS) do município.

Uma guarnição da Brigada Militar foi acionada para atender à ocorrência. Informações davam conta de que um médico que atua no local se referiu a uma colega de trabalho, enfermeira de 39 anos, como “nordestina burra”.


No local, os policiais tomaram conhecimento da situação e encaminharam suspeito e vítima, além de testemunhas que presenciaram o fato para a delegacia de polícia. Todos trabalham na UBS.

O delegado de plantão decidiu efetuar a prisão em flagrante do médico por crime de injúria discriminatória.

*Com informações de GZH