Mercado de imóveis usados cresce 73,78% no Rio Grande do Sul no primeiro semestre

Dados compilados no PMI (Painel do Mercado Imobiliário) produzido pela Kenlo revelam que o mercado de imóveis usados registrou crescimento de 73,78% no Rio Grande do Sul no primeiro semestre ante igual período de 2020.

O crescimento dos negócios no estado é ainda maior do que o apurado no fechamento de 2020, que foi 36,55% maior do que em 2019. O número de propostas também apresentou alta de 28,67% nos primeiros seis meses do ano, comparado ao mesmo período do ano passado.

"Verificamos que o mercado de usados do Rio Grande do Sul apresentou um bom resultado no semestre. O segundo trimestre teve um aumento de 11,9% no número de fechamentos de negócios em relação ao primeiro. O número de propostas também foi positivo, com aumento de 5,6% no mesmo período. Para o número de visitas registradas, que é um indicador importante para os negócios futuros, no entanto, percebemos uma queda de 10,3%, que pode ser explicada pelo início de um cenário inflacionário, quando as famílias tendem a ser mais cautelosas no momento de escolha do seu novo lar." explica Denise Ghiu, especialista de mercado da área de área de inteligência da Kenlo.

PMI

O Painel do Mercado Imobiliário (PMI), criado pelo Kenlo, é uma iniciativa pioneira no Brasil e que proporciona o acompanhamento do mercado de imóveis usados com base em dados obtidos em tempo real, a partir de um ecossistema que contempla 7,2 mil imobiliárias e 44 mil corretores, de todas as regiões do país e que atendem a mais de um milhão de proprietários de imóveis. O PMI reúne uma amostragem do mercado imobiliário secundário de treze estados brasileiros nas cinco regiões. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.