Mesmo com piora de indicadores no RS, Amesne não muda orientações sobre uso da máscara

Reunião realizada na quinta-feira, 26/05, debateu a possibilidade do retorno da recomendação do uso do EPI em ambientes internos

Foto: Unsplash

A Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) decidiu manter as orientações já conhecidas em relação ao uso da máscara após reunião realizada na quinta-feira, 26/05. Em Bento, o decreto municipal ainda estipula a obrigatoriedade em instituições de longa permanência (casas de repouso), em estabelecimentos destinados à prestação de serviço de saúde e transporte coletivo.

O encontro ordinário foi realizado com a diretoria da Amesne e com a secretária de Saúde de Bento, Tatiane Fiorio, que faz parte do comitê técnico regional. Após apresentação de indicadores da região, chegou-se ao consenso de que não seria necessária modificação acerca das orientações. “Seguimos monitorando diariamente os números de cada município”, afirma o presidente da associação e prefeito de Nova Prata, Alcione Grazziotin.

Apesar dos dados da região não serem vistos como motivo de alarme pelas autoridades locais, o governo do Estado emitiu Avisos para todas as 21 regiões nesta semana devido à piora nos indicadores da pandemia. O mesmo já havia ocorrido na semana passada quando, depois de nove semanas sem Avisos ou Alertas no Sistema 3As de Monitoramento, responsável pelo gerenciamento da pandemia no Rio Grande do Sul, os Avisos voltaram a ser necessários.

De acordo com o monitoramento feito pelas equipes do GT Saúde, o aumento da contaminação já se reflete no número de internados em leitos clínicos. Entre suspeitos e confirmados, houve um aumento de 320 pacientes nas últimas duas semanas, o que equivale a 83%. O número de internados em UTI também subiu nesta semana – são 50 pacientes a mais, entre suspeitos e confirmados.

Por conta disso, alguns municípios do Estado decidiram voltar com a recomendação do uso de máscaras em ambientes internos, principalmente nas escolas. Na Serra Gaúcha, já adotaram essa medida as cidades de Garibaldi, Carlos Barbosa e Veranópolis.

Atualmente, conforme dados do painel do Estado, a região da Serra tem 330.334 casos confirmados da COVID-19 e 3.801 óbitos. Em Bento Gonçalves, são 36.263 casos confirmados e 453 óbitos – nenhum dos últimos dias. Em relação à ocupação de leitos, o Estado tem nesta sexta-feira, 27/05, 65,5% dos leitos de UTI SUS em ocupação e 92% leitos UTI privados. Já a região de Caxias tem ocupação de 63% nos leitos UTI SUS e 90,4% naqueles privados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.