Mestre suspende aulas presenciais por falta de profissionais de limpeza

O problema da falta de profissionais de limpeza voltou a interromper as aulas presenciais em escolas estaduais da região da Serra Gaúcha. A partir de terça-feira, 31/08, a escola Mestre Santa Bárbara irá suspender temporariamente as aulas em todos os níveis de ensino, a fim de garantir a segurança dos estudantes.

Até a semana passada, cinco profissionais faziam a limpeza da instituição. Nesta semana, entretanto, apenas uma pessoa está ativa no cargo. Conforme a direção da escola, apenas essa profissional é contratada pelo Estado, os demais atuavam por meio de empresas terceirizadas. “Uma das empresas teve o contato encerrado e as demais meninas que estavam vindo [contratadas por outra empresa] estão tendo problemas com transporte”, informa a diretora da instituição, Margarida Mendes Proto. Na semana passada, o Instituto Estadual De Educação Irmã Teofânia, de Garibaldi, também suspendeu as aulas presenciais pelo mesmo problema.  


Foto: Reprodução/Facebook Mestre Santa Bárbara
 

O coordenador da 16ª Coordenadoria Regional de Educação (16ª CRE), Alexandre Misturini, explica que o Estado não renovou o contrato com uma das empresas terceirizadas por conta de irregularidades. Com isso, 18 postos de trabalho na região atendida pela 16ª CRE, envolvendo 25 municípios da Serra, ficaram em aberto nesta semana. “Nos autorizaram a contração, via Estado, de 12 profissionais. Mas a gente precisa ter esses profissionais disponíveis. Não havendo, vamos solicitar à Seduc [secretaria Estadual de Educação] que contrate por outros meios”, declara. 

Entretanto, Misturini ressalta que esse processo deve demorar alguns dias. “Estamos trabalhando para solucionar o mais rápido possível”, afirma. 

A suspensão das aulas presenciais na ausência desses profissionais se deve à importância da aplicação dos protocolos de higienização em meio à pandemia. Na escola Mestre, são 18 turmas no turno da manhã, 13 no turno da tarde e oito no turno da noite. “É feita higienização das salas e dos espaços da escola na entrada, no intervalo e na saída. Os banheiros também são higienizados com frequência. E nossa escola é grande, por isso é inviável gerenciarmos a situação com apenas uma funcionária de limpeza”, ressalta. 
 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.