Modelo de escola cívico-militar em Bento é aprovado com 96,5% dos votos

Audiência pública sobre o tema foi realizada na quinta-feira, 09/12, na escola Maria Borges Frota, no Zatt, onde será implantado o modelo já no próximo ano

Foto: Emanuele Nicola/Divulgação Prefeitura

Na quinta-feira, 09/12, o município de Bento Gonçalves realizou uma Audiência Pública para debater o modelo de escola cívico-militar do governo do Estado. Em votação, 96,5% dos presentes se mostrou favorável à adesão ao modelo na Escola Municipal Maria Borges Frota, no bairro Zatt, onde será implantada a estrutura de ensino.

Durante a audiência, o coordenador do Programa Estadual das Escolas Cívico-militares, Coronel Marcelo Dorneles, apresentou o programa e esclareceu dúvidas da comunidade. O programa atua do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e investe especialmente no acolhimento dos alunos. “O trabalho do monitor é da porta da sala de aula para fora. Aqui dentro quem continua realizando e programando o conteúdo são os professores. Nós queremos que o aluno esteja inteiro em sala de aula, no sentido de dedicar o seu tempo e a sua atenção àquilo que o professor vai ensinar”, destacou.

No modelo de escola cívico-militar, proposto em legislação pelo deputado estadual Tenente-Coronel Zucco, militares da reserva retornam ao serviço ativo para atuar como monitores nas escolas. “Nós queremos instrumentalizar a criança para que ela analise o que é bom e o que não é para tomar suas decisões. E que isso siga para a vida dela”, ressalta o Coronel.

A votação, que envolveu direção, professores, funcionários, pais e responsáveis, recebeu 95 votos válidos, sendo 92 favoráveis, 2 contrários ao modelo e 1 em branco. “Os pais demonstraram que querem esta mudança para os seus filhos e nós junto com a secretaria de Educação já viemos implantando algumas ações para essa melhoria. Nossos alunos vão ter a oportunidade de ser exemplo para cidade, pois será o primeiro projeto. A escola vai ter um novo olhar, e esse novo olhar será para os alunos, pais, professores e comunidade”, comemora a diretora, Jaqueline Bondan de Lima.

A secretária municipal de Educação Adriane Zorzi salienta que o projeto será importante para o desenvolvimento de ações junto à comunidade. “Estamos muito felizes com engajamento da comunidade, que veio participar, entendeu o projeto e aceitou a implementação do modelo. Agora vamos seguir com os trâmites junto ao Estado para que no próximo ano o modelo já seja efetivado na escola”, adiantou.

A secretaria de Educação já realiza o planejamento de ações de reforma, compra de equipamentos e melhorias para a escola. O vereador Eduardo Pompermayer participou da audiência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.