Moradores e empresários cobram soluções para insegurança no trânsito na rua São Paulo

Somente neste ano, já foram registrados 28 acidentes no local, sendo oito com lesões

Foto: arquivo pessoal

Há cerca de oito meses, moradores e empresários da rua São Paulo, no Borgo, solicitaram ao Poder Público a instalação de um redutor de velocidade na via. O motivo se traduz em números. Conforme dados do Departamento Municipal de Trânsito (DMT), desde o começo deste ano já foram registrados 20 acidentes no local, 13 propriamente na rua São Paulo e, sete, na esquina da São Paulo com a rua Fiorelo Bertuol. Já os registros da Brigada Militar, que atende acidentes com lesões, somam oito ocorrências apenas neste ano.

“Os motoristas passam por aqui como se fosse uma pista de corrida. Essa é a principal causa dos acidentes: o excesso de velocidade”, relata o empresário Cássio Luchini, proprietário da Casa Brasil, loja de embalagens e utilidades localizada na rua São Paulo. “Foi solicitado há oito meses um redutor de velocidade. Mas o responsável nos deu uma série de justificativas do porquê não poderia ser feito no momento”, conta Luchini.

Somente o empresário já presenciou uma série de acidentes em frente a seu estabelecimento, quatro deles registrados em fotografias e vídeos enviados ao SERRANOSSA. “Às vezes estou atendendo e não consigo fotografar, mas é muito recorrente”, afirma. “As faixas de pedestres estão ali de enfeite, porque realmente poucos respeitam. E temos diversos empreendimentos nesta rua, além de uma escola próxima, então é bem delicada a situação”, complementa.

A secretaria de Gestão Integrada e Mobilidade Urbana (Segimu), afirmou ao SERRANOSSA que será realizado um estudo “para verificar o que é necessário no local”. Entretanto, não informou um prazo ou uma data para a realização da análise.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.