Morre aos 69 anos o padre Izidoro Bigolin

Imagem: Arquivo/SERRANOSSA



Na noite de terça-feira, 15/02, morreu aos 69 anos o padre Izidoro Bigolin. Ele passava por tratamento contra o câncer em Caxias do Sul.

Natural de Nova Roma do Sul, dedicou 25 anos de sua missão à Paróquia Santo Antônio, em Bento Gonçalves, de 1983 a 1989 e de 1996 a 2014. Atualmente era pároco da Paróquia São Pio X, em Caxias do Sul.

O velório acontece desde às 6h na Paróquia São Pio X, em Caxias do Sul, com Missa de corpo presente às 9h. Após, o corpo será transladado para a Capela Nossa Senhora do Carmo – Linha Castro Alves, em Nova Roma do Sul, onde será celebrada a Missa de Exéquias às 16h30, e, logo após, o sepultamento acontece no cemitério da mesma comunidade.

No Santuário Santo Antônio, as Missas desta quarta-feira, 16/02, às 12h e 18h, serão celebradas em sua memória.

Biografia

Padre Izidoro Bigolin, filho de Avelino Eugênio Bigolin e Fandila Baldin, nasceu aos 12 de novembro de 1952, em Nova Roma do Sul. Em 1965 ingressou na Congregação dos Pobres Servos da Divina Providência, em Porto Alegre. Após os estudos secundários, tornou-se seminarista diocesano, passando a residir no Seminário Maior São Lucas, em Viamão. Cursou Filosofia na Faculdade de Filosofia Imaculada Conceição, em Viamão  e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre. Foi ordenado sacerdote em 17 de dezembro de 1978, por dom Luiz Colussi, em Nova Roma do Sul, com o lema sacerdotal: “Não venho para ser servido, mas para servir” (Mt 20,28).

Iniciou seu ministério presbiteral como assistente dos seminaristas no Seminário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, em Caxias do Sul (1979-1982); foi membro da equipe sacerdotal da Paróquia Santo Antônio, em Bento Gonçalves (1983-1989); realizou Curso de Especialização e Mestrado em Liturgia na Faculdade Assunção, em São Paulo (1990-1991), período em que auxiliou na Paróquia São Paulo Apóstolo – Jardim Zaira, em Mauá (SP). Em 1992 realizou o Curso de Espiritualidade Sacerdotal no Centro Internacional de Animação Missionária, em Roma. Foi Reitor do Seminário Maior São Lucas, em Viamão (1992-1996), período em que lecionou Liturgia no Seminário de Viamão, na Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana (ESTEF) e na (PUCRS), e atuou como coordenador diocesano e regional de liturgia.

Imagem: Diocese de Caxias do Sul

Em 1996 foi nomeado coordenador da Equipe Sacerdotal da Paróquia e Santuário Santo Antônio, em Bento Gonçalves, onde permaneceu até 2014. Desempenhou a missão de Vigário Geral da Diocese de Caxias do Sul (2011-2016). Desde fevereiro de 2015 era o pároco da Paróquia São Pio X, em Caxias do Sul.  

Fonte: Diocese de Caxias do Sul

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.