Morre o ex-deputado federal David Miranda, aos 37 anos

Miranda foi internado no dia 6 de agosto do ano passado para tratar uma infecção gastrointestinal, e foi alvo de infecções sucessivas, em um quadro de septicemia

Foto: Câmara dos Deputados

O ex-deputado federal David Miranda morreu no Rio na manhã desta terça-feira, 09/05, aos 37 anos. Ele faria 38 anos nesta quarta, 10/05, e deixa o marido, o jornalista Glenn Greenwald, e três filhos. A morte foi confirmada por Glenn nas redes sociais.

“É com a mais profunda tristeza que eu comunico a morte do meu marido, David Miranda. Ele iria fazer 38 amanhã. Sua morte, no início desta manhã, ocorreu após uma batalha de 9 meses na UTI. Ele morreu em paz, cercado por nossos filhos, pela família e por amigos”, escreveu.


Miranda foi internado no dia 6 de agosto de 2022 para tratar uma infecção gastrointestinal e foi alvo de infecções sucessivas, em um quadro de septicemia.

Em março, Glenn fez um relato longo e emocionante sobre os meses de internação do marido.

“Desde a primeira semana, houve três ocasiões em que seus médicos me ligaram e nos disseram para nos prepararmos para o pior, que suas chances de sobrevivência nas próximas 48 a 72 horas eram muito baixas, quase impossíveis. Nem vou me dar ao trabalho de tentar explicar como é ter que dizer a seus filhos, à família e aos melhores amigos de seu marido que é hora de ir para o hospital pelo que provavelmente será a última vez”, disse Glenn na época.

Na ocasião, Glenn disse que o marido se mantinha “a maior parte do tempo acordado” e conseguia conversar, “apesar da traqueostomia que teve que fazer”. Miranda, no entanto, já dependia de um ventilador para assistência respiratória.

Pelo Twitter, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou a morte do ex-deputado.


Luciana Genro, deputada estadual pelo Rio Grande do Sul e filiada ao PSOL, onde Miranda iniciou a carreira política, também lamentou.