Morre padre Júlio, aos 90 anos

Querido por toda comunidade, padre Júlio Antônio Giordani veio a óbito na noite desta segunda-feira, 09/05, no Hospital Beneficente São Carlos, em decorrência de complicações da COVID-19

Foto: Divulgação

A Diocese de Caxias do Sul e a Paróquia Santo Antônio, de Bento Gonçalves, comunicam, com imenso pesar, o falecimento do padre Júlio Antônio Giordani, aos 90 anos, na noite desta segunda-feira, 09 de maio, no Hospital Beneficente São Carlos, em Farroupilha, em decorrência de complicações da Covid-19. Bento-gonçalvense, nasceu em 29 de março de 1932, na Capela das Almas – Linha Leopoldina e tinha 66 anos de sacerdócio. Em 29 de março de 2022, a Paróquia celebrou seus 90 anos de vida com a Missa e um jantar de confraternização.

O velório terá início às 08h30min desta terça-feira, 10 de maio, no Santuário Santo Antônio, com caixão fechado. A Missa de corpo presente será celebrada às 14h30min e, logo após, o féretro será sepultado no Cemitério da Capela das Almas, localidade de origem do padre Júlio.

Elevamos ao Senhor nossas preces, para que o Bom Pastor o acolha nos prados eternos e conceda ao Pe. Júlio a vida plena, pela qual ele tanto lutou, doando inteiramente sua vida para que todos tivessem vida em abundância, como dizia seu lema sacerdotal. Que o Pai Misericordioso o recompense por todo o bem que fez à Igreja e à sociedade. Dai-lhe, Senhor, o descanso eterno. E brilhe para ele a vossa luz!

Quem é o padre Júlio Antônio Giordani?

Padre Júlio Giordani, filho de Luiz Giordani e de Ana Zandonai (ambos in memoriam), nasceu em 29 de março de 1932, em Bento Gonçalves. Em 1942, com 10 anos, ingressou no Seminário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, em Caxias do Sul. Cursou Filosofia no Seminário Central, em São Leopoldo, e de 1953 a 1956, cursou Teologia, em Roma, na Itália, residindo no Pontifício Colégio Pio Brasileiro. Foi ordenado sacerdote em 25 de fevereiro de 1956, na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, em Roma. Seu lema de ordenação é: “UT VITAM HABEANT – PARA QUE TENHAM VIDA” (Jo 10,10).

Ao longo de seu ministério sacerdotal atuou nas cidades de Antônio Prado, São Francisco de Paula, Torres, Caxias do Sul, Garibaldi, Marcorama, Farroupilha, Bento Gonçalves, Santa Tereza e Monte Belo do Sul. Também esteve em torno de três anos em Caçador/Santa Catarina. Durante sua trajetória, foi por 30 anos coordenador do Movimento Pastoral, desenvolvendo atividades com a juventude e com os agricultores (JOC, JAC, CPT). Foi um importante integrante do Centro de Orientação Missionária da Diocese de Caxias do Sul, sendo missionário nos Estados de Goiás, Pará, Amazonas e região nordeste do Brasil. Também fez muito na Pastoral da Saúde, desenvolvendo chás e xaropes naturais.

Desde 1994, padre Júlio Antônio Giordani passou a residir em Bento Gonçalves, como auxiliar das paróquias Cristo Rei e Santo Antônio. Nos últimos anos, morou na Paróquia Santo Antônio, sendo acompanhado pela Equipe Paroquial e por uma equipe de cuidadores.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.