Moveleiros gaúchos registram nova queda

As sucessivas quedas no volume de exportações e na participação percentual das vendas de móveis para fora do país já preocupam o setor moveleiro gaúcho. O balanço das exportações correspondente ao primeiro trimestre de 2011 comprova que a situação do comércio exterior vai mal. A participação do estado caiu 7,2% com relação ao mesmo período do ano passado enquanto o valor exportado em 2011 é 8,2% inferior ao de 2010.

Nos meses de janeiro, fevereiro e março do ano passado, o Estado tinha 27% de participação nas exportações brasileiras de móveis. Agora, o índice é de 25,1%. O Rio Grande do Sul permanece em segundo lugar no ranking, atrás de Santa Catarina. Mas apesar de seguir na liderança, o Estado vizinho apresentou o dobro da queda na participação percentual (14%). Já Minas Gerais e Paraná continuam assinalando os melhores índices de crescimento na participação das exportações.

A situação cambial aliada aos incentivos dados à indústria em outros estados são os fatores que explicam o mau desempenho do setor gaúcho, de acordo com o presidente da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), Ivo Cansan. “Se continuarmos sem medidas que atenuem os resultados visíveis até então, tememos um ano difícil para as indústrias que dependem das exportações”, aponta. “Precisamos retomar nossa competitividade vencendo problemas logísticos, cambiais e fiscais”, explica Cansan.

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.