Mulher é condenada por torturar bebê dentro de creche em São Sebastião do Caí

A mulher foi condenada a 2 anos e 6 meses de prisão em regime fechado

Foto: Polícia Civil

A Justiça condenou na sexta-feira, 13/10, a ex-funcionária de uma creche particular de São Sebastião do Caí pelo crime de tortura praticado contra uma bebê de um ano de idade, na época do fato.

A mulher foi condenada a dois anos e seis meses de prisão em regime fechado. Contudo, a promotora de Justiça Cláudia Rodrigues Pegoraro vai recorrer para tentar aumentar a pena aplicada.


O crime

Na denúncia, a promotora explica que no dia 10 de janeiro de 2018, dentro de uma creche de São Sebastião do Caí, “a ré submeteu a menina, com apenas um ano de idade, que se encontrava sob os cuidados e supervisão da creche, e sobre quem detinha poder e responsabilidade, com emprego de violência, e intenso sofrimento físico e mental, como forma de aplicar castigo pessoal”.

Na ocasião, inconformada com a agitação da criança, a ré sacudiu a vítima com agressividade e pressionou um travesseiro contra seu rosto. Na mesma ocasião, a mulher ainda “socou a mesma menina contra um colchãozinho verde, com raiva”.