Narradora usa termo ‘neutro’ em transmissão dos Jogos Olímpicos

A narradora Natália Lara tornou-se um dos assuntos mais comentados das redes sociais na manhã desta quarta-feira, 21/07. Enquanto narrava o jogo Japão x Canadá pelo futebol feminino, durante uma transmissão dos Jogos Olímpicos de Tóquio no SporTV, a jornalista usou o termo “elu” ao fazer referência à jogadora meio-campista canadense Rebecca Quinn. O termo "elu" costuma ser utilizado para se referir a pessoas não-binárias.

Quinn, 25 anos, joga na seleção feminina de futebol do Canadá, mas não se identifica com o gênero feminino, tampouco com o masculino. A revelação de ser uma pessoa não-binária aconteceu em setembro do ano passado, bem antes do evento no Japão.

O jogo terminou empatado em 1 a 1. Na sua conta do Twitter, Natália comentou o assunto: “Quinn é uma pessoa trans não-binária, e usar pronome neutro é como se sente mais confortável. Que eu possa ser sempre agente de transformação. É um pequeno passo que damos pra uma maior inclusão. Elu jogou muito bem, e merece o respeito! Eu e @conradosantana (jornalista Conrado Santana) fizemos questão”, finalizou a jornalista.

Essa é a primeira edição dos Jogos Olímpicos em que há a presença de atletas transexuais. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.