Nova ponte pênsil entre Torres e Passo de Torres deve ser construída até o Natal

A obra irá custar mais de R$ 700 mil e deve ficar pronta até o dia 20 de dezembro, segundo a empresa vencedora da licitação

Foto: Governo RS

As obras de reconstrução da ponte pênsil que liga Torres, no Litoral Norte, a Passo de Torres, em Santa Catarina, devem começar em até 10 dias. A estrutura rompeu na madrugada de 20 de fevereiro, causando a morte de Brian Grandi, 20 anos, e deixando 16 pessoas feridas.

A recuperação do ponto turístico será feita sob responsabilidade da prefeitura de Passo de Torres. A assinatura do contrato, estimado em R$ 701,8 mil, com a empresa Montadora e Construtora Moreira LTDA — contratada com dispensa de licitação — foi feita na última sexta-feira, 06/10. O valor será pago em parceria com o governo do Estado.


O prazo oficial definido para conclusão da obra é abril de 2024. No entanto, a empresa promete que deixará a ponte pronta até 20 de dezembro deste ano, para que a estrutura esteja acessível aos turistas antes do Natal.

Em julho, o inquérito do caso foi entregue à Justiça pelo delegado Andre Coltro, da Polícia Civil de Santa Catarina. A investigação concluiu que a ponte cedeu após a ruptura de um cabo de sustentação devido à sobrecarga de pessoas em cima dela, ao fato de os ocupantes terem balançado e pulado, e pela travessia estar em más condições, sem manutenção adequada, que deveria ter sido feita pela prefeitura de Passo de Torres.

No entanto, o inquérito não apontou responsabilidade de um agente público ou particular na queda da ponte por conduta ou omissão. Ninguém foi indiciado.