Parceria com a Tramontina vai ampliar e modernizar estruturas do Hospital São Roque

A parceria entre a Tramontina e o Hospital São Roque, de Carlos Barbosa, irá viabilizar a realização de uma série de melhorias que devem elevar o patamar de atendimento aos pacientes na instituição, beneficiando diretamente a comunidade da região. Ao todo, serão investidos R$10 milhões até 2027. 

A Tramontina deve arcar com 50% do orçamento total das obras. Os R$ 5 milhões serão utilizados nas primeiras etapas da reforma, com previsão de conclusão para os próximos meses. O projeto, desenvolvido pela arquiteta Adriana Pecin, prevê upgrades na estrutura de Pronto Socorro, na Clínica de Especialidades, além da aquisição de novos equipamentos, ampliando e inovando os recursos tecnológicos.

“Em toda a história de 66 anos de trabalho, o Hospital São Roque sempre contou com a parceria fiel da Tramontina. Os caminhos da nossa instituição se cruzam com os da empresa. Essas reformas foram pensadas para valorizar o paciente acima de tudo e transformar o Hospital São Roque em um hub de saúde, totalmente conectado com serviços do Tacchini Sistema de Saúde e de outras instituições, conforme a complexidade de cada caso, gerando segurança, eficiência e sustentabilidade”, descreve Hilton Mancio, superintendente do Tacchini Sistema de Saúde.

Estrutura do Pronto Socorro

No Pronto Socorro (PS), o hospital vai aumentar em 100% sua estrutura  de atendimento de emergências, permitindo prestar assistências a mais de um caso crítico ao mesmo tempo. Além disso, serão criados 4 leitos de estabilização, que terão monitorização intensiva enquanto os pacientes aguardam estabilização e/ou encaminhamento ao outro centro.

Além disso, a reforma também prevê a separação do fluxo de acesso ao hospital. A porta da recepção será utilizada para visitas, cirurgias eletivas ou internações, enquanto a entrada do PS receberá atendimento de consultas conforme classificação de gravidade, separando os atendimentos por sintomas respiratórios ou não-respiratórios. O local ainda contará com acesso diferenciado para serviços como Samu e Corpo de Bombeiros. A intenção é agilizar o atendimento, evitando aglomerações e garantindo mais segurança para os pacientes. 


 

As melhorias contarão também com uma central de monitorização de sinais vitais, com a checagem de medicamentos junto ao paciente, garantindo segurança em todos os processos. Além disso, a obra contempla salas para infusão de medicamentos manipulados, beneficiando pacientes com doenças imunológicas ou eventualmente oncológicas ambulatoriais, que poderão receber o tratamento no próprio Hospital São Roque. 

Novos equipamentos do PS

A farmácia satélite do Pronto Socorro vai passar a contar com um dispensário eletrônico. A tecnologia armazena os medicamentos e os materiais médicos, que são acessados somente por profissionais autorizados, com o uso de leitor de impressões digitais. Os equipamentos possuem um leitor de código de barras, criando mais uma barreira de segurança. 

Também deve ser adquirido um novo equipamento de ressonância magnética, o que deve ampliar o serviço de apoio ao diagnóstico, tanto de pessoas internadas quanto de casos ambulatoriais, evitando o transporte de pacientes a outros municípios. 

Estão previstas ainda a criação de uma área de circulação no entorno do hospital totalmente protegida da chuva e a criação de um sistema de monitorização de acessos, garantindo total segurança aos visitantes e aos colaboradores. 

Salas e consultórios

A obra deve contemplar também uma série de melhorias e ampliações nas salas e nos consultórios das clínicas de especialidades. A reforma incluiu a criação da Clínica da Mulher, com atendimento de ginecologia e obstetrícia de forma diferenciada, inclusive com horários ampliados.

A climatização e a criação de espaços privativos para acolhimento de familiares também fazem parte das mudanças que devem ser sentidas pela população. A realocação dos quartos de descanso médico para uma sala anexa ao PS também deve agilizar ainda mais o acesso em caso de emergência. 

Qualificação dos atendimentos

Em paralelo às reformas estruturais, o Hospital São Roque também deve ampliar o já existente programa de qualificação e capacitação das suas equipes. “Nossos profissionais de saúde têm demonstrado diariamente sua competência. E uma das principais características daqueles que trabalham aqui é a busca constante por aprimoramento. Nossa ideia é fomentar ainda mais esse processo para que possamos melhorar a estrutura e o atendimento ao mesmo tempo”, conclui Cátia Argenta, gestora do Hospital São Roque. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.