Pasin pede atualização da portaria que regulamenta práticas sanitárias nos restaurantes

De acordo com Pasin, o procedimento utilizado atualmente para a higienização dos utensílios nos buffets é inoperante

Foto: Itamar Aguiar

A retirada da obrigatoriedade das embalagens plásticas em talheres expostos em restaurantes de buffet foi tema de reunião entre o deputado estadual por Bento Gonçalves, Guilherme Pasin (PP), o vereador de Bento Gonçalves Rafael Pasqualotto (PP), e a secretária Estadual de Saúde, Arita Bergmann, na última terça-feira, 09/05.

De acordo com Pasin, o procedimento utilizado atualmente para a higienização dos utensílios nos buffets é inoperante. “Não há motivos para que, após a desinfecção, os talheres sejam embalados e expostos individualmente, ficando sujeitos a mais um processo de manejo”, destaca.


O procedimento para a desinfecção dos itens expostos em restaurantes de buffets é regulamentado pela portaria 325 de 2010, e estabelece um conjunto de boas práticas para serviços de alimentação no Estado.

Segundo Pasqualotto, o uso das embalagens ainda causa um grande acúmulo de lixo. “Existem impactos ambientais significativos. Um levantamento feito em Bento Gonçalves constatou que, só na cidade, com cerca de 130 mil habitantes, os invólucros de talheres representam cerca de 270 mil sacos plásticos descartados, ao mês, pelos restaurantes, fora o custo aos estabelecimentos”, destaca.

A secretária de Saúde afirmou que as portarias Estaduais da Vigilância Sanitária serão revisadas e atualizadas.