Passageira é retirada de voo após se recusar a colocar máscara de proteção no filho em Porto Alegre

Na manhã desta quarta-feira, 18/08, uma passageira foi retirada de um voo da companhia aérea Azul no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, após se recusar a colocar máscara de proteção no filho. 

Testemunhas relataram que a tripulação teria tentado dialogar com a mulher, que continuou a se recusar a cumprir a norma. A Polícia Federal (PF) foi acionada e retirou a passageira e a criança da aeronave. 

Com destino ao aeroporto de Guarulhos (SP), o voo partiu com 30 minutos de atraso, após a ocorrência. 

Como funcionam as normas

De acordo com as regras estipuladas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso da proteção facial dentro do avião é obrigatório a partir de três anos de idade, com máscaras com duas ou mais camadas de tecido ou máscaras cirúrgicas e sem válvula. As crianças podem retirar a proteção apenas para beber água ou se alimentar, mas depois precisam colocar novamente. Podem circular sem máscara apenas crianças que tenham algum tipo de deficiência ou que tenham transtorno do espectro autista, conforme a Anvisa. A idade da criança que foi retirada do voo nesta quarta-feira não foi confirmada pelas autoridades. 

No município de Porto Alegre, o uso da máscara é recomendado a partir dos três anos de idade e obrigatório para maiores de 11 anos. 

 

Informações: GZH

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.