Penitenciária de Caxias passa por revista após circulação de vídeo com envolvidos na venda de carne de cavalo

No último sábado, 20/11, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) realizou revista nas celas onde se encontram recolhidos os seis envolvidos pela venda de carne de cavalo a hamburguerias de Caxias do Sul. Todos foram presos na operação Hipo deflagrada na última quinta-feira, 18/11, pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) com apoio da Brigada Militar.

Por volta do meio-dia, agentes apreenderam dois celulares, sem baterias e sem chips, que foram encaminhados para registro da ocorrência. A ação ocorreu após denúncia anônima envolvendo a utilização de telefone celular dentro da unidade prisional.

Vídeos que circularam nas redes sociais mostram os acusados sendo interpelados por detentos sobre como era o esquema da venda clandestina de carne de cavalo. Em um dos vídeos, um dos suspeitos conversa com outros apenados e afirma que conseguia comprar os animais entre R$ 650 e R$ 700 e comercializava a carne por R$ 900. Em outro trecho, relatam que os comerciantes reclamavam do valor do preço do produto e pediam para que houvesse a redução.

Após a operação do MPRS, a Prefeitura de Caxias do Sul anunciou a intensificação em estabelecimentos que comercializam alimentos, em especial aqueles que trabalham com carnes. O trabalho é feito pela equipe da Vigilância Sanitária e prossegue nos próximos dias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.