Polícia Civil e Susepe estão paralisadas

Os servidores da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e da Polícia Civil em Bento Gonçalves estão com atividades paralisadas nesta terça-feira, dia 28. O ato é em protesto contra iniciativas do governo de José Ivo Sartori que preveem a suspensão do reajuste concedido pela categoria na gestão anterior, entre outras reivindicações, como aumento de efetivo. A paralisação teve início às 8h e prossegue até às 18h. O atendimento considerado essencial à população está mantido.

Na Susepe, estão sendo realizados apenas os serviços de alimentação aos presos, transferência para júris, atendimento médico de urgência e cumprimento de alvarás de soltura. De acordo com o Delegado Sindical dos agentes de Bento Gonçalves, Evanderson Miranda, movimentação de apenados para audiências, transferência de detentos de casas prisionais e atendimento externo (como judiciário, religioso e convênios com empresas) estão parados.

Na PC, escrivães, inspetores, investigadores e comissários participam da manifestação. Com a paralisação, depoimentos marcados em cartórios, operações policiais e registro de ocorrências sem gravidade estão canceladas. Os casos de flagrantes (como homicídios, latrocínios e assaltos) serão atendidos normalmente nas delegacias.

 

É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.