Polícia tenta identificar segundo envolvido

A Polícia Civil de Bento Gonçalves busca identificar e prender o segundo envolvido na tentativa de assalto a um posto de combustível, que terminou com um homem gravemente ferido. A ação aconteceu no dia 29 de maio, em um estabelecimento no bairro Vila Nova. Segundo o delegado Álvaro Pacheco Becker, titular da 2ª Delegacia de Polícia (2ª DP), as investigações estão bastante avançadas e o suspeito deve ser detido em breve. A vítima, Maicon Pedroso Ferreira, de 30 anos, continua internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Tacchini, respirando por aparelhos e nesta semana deve realizar uma nova tomografia, segundo informações da assessoria de imprensa da instituição.

Um homem de 27 anos foi preso durante o final de semana e confessou ser o autor dos disparos que atingiram Ferreira. A identificação do suspeito aconteceu, conforme Becker, por meio das imagens de monitoramento do local e da motocicleta abandonada pelos criminosos na cena do crime. Em buscas na residência do acusado, ainda na noite de sexta-feira, a polícia localizou um capacete e as roupas utilizadas no crime.

O homem acabou sendo preso no domingo, dia 31, na divisa entre os municípios de Bento Gonçalves e Farroupilha, após uma denúncia anônima. Outras duas pessoas foram detidas na oportunidade, após os agentes localizarem dentro do automóvel em que estavam as armas utilizadas para praticar o assalto, um revólver calibre 38, em situação de roubo da cidade de Porto Alegre, e uma pistola .380, com a numeração raspada.

Em depoimento, o homem preso afirmou que praticou o crime para sustentar o vício em drogas. Ele ainda é acusado de outros dois assaltos, um em um posto de combustível em Bento Gonçalves e outro em uma distribuidora de gás, na cidade de Veranópolis, ambos no mês de maio.

O acusado foi recolhido ao Presídio Central, em Porto Alegre, e está com a prisão temporária decretada. Por se tratar de um crime hediondo, latrocínio tentado, o tempo é de 30 dias, podendo ser prorrogado para mais 30. “Foi uma situação que teve bom resultado por termos agido rápido. Recebemos todas as informações logo após o fato e toda a Polícia Civil da cidade de Bento Gonçalves esteve mobilizada para resolver o fato”, destaca o delegado.

Vítima

Ferreira reagiu à tentativa de assalto e chegou a balear um dos bandidos, nas mãos, mas acabou sendo atingido por quatro disparos, sendo dois na cabeça e dois no tórax. Ele estaria no local para conversar com os amigos que trabalham no posto de combustíveis. “Ele sempre se mostrou contra fazer serviços (de segurança particular) fora do horário de expediente. Nas imagens das câmeras é possível ver que, momentos antes do fato, ele estava tomando chimarrão com o pessoal. Tudo indica que ele estava lá para encontrar os amigos”, descreve Evandro Simionato, diretor do Presídio Estadual de Bento Gonçalves, local onde ele trabalha desde o começo do ano. A mesma opinião é compartilhada pelo delegado Becker, responsável pela investigação, que descreve que a esposa da vítima informou que ele não realizava nenhum tipo de trabalho no local. A apuração do fato deve ser realizada, pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

Ainda segundo Simionato, a vítima é agente da Susepe há cerca de oito anos e já trabalhou em outras oportunidades no Presídio de Bento Gonçalves. “Ele é uma pessoa carismática, tem muitos amigos na cidade e é um ótimo colega de trabalho”, enfatiza. 

 

É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.