Prefeitura de Garibaldi lança projeto de Reabilitação Pedagógica

Para auxiliar alunos que sentiram dificuldades de aprendizado em razão da pandemia, a Secretaria Municipal de Educação de Garibaldi firmou parceria com uma institução de Ensino Superior para oferecer reabilitação pedagógica gratuita no turno inverso ao da escola no formato de Laboratório de Aprendizagem. Segundo a secretaria, são 143 estudantes, do 1º ao 4º ano da rede municipal, que se encontram com defasagem na alfabetização. 

Os pequenos estudantes, de 6 a 10 anos, serão atendidos de setembro a dezembro, com duas aulas de reforço por semana, nas dependências da Escola Estadual Santo Antônio. Cada encontro terá a duração de 1h45min, com foco nas carências específicas de cada criança. O modelo adotado será o do projeto Alfabeletrando — braço do Alfabeletrar, criado pela Univates, instituição parceira. Serão atividades didático-pedagógicas ministradas com experiências lúdicas, que promovem a plena alfabetização e o letramento.

 “No retorno presencial, identificamos crianças que mal conseguiam escrever o próprio nome. E para desempenhar o nosso papel de promover o desenvolvimento educacional, buscamos auxílios capacitados e encontramos este projeto. Acreditamos no sucesso da iniciativa, a partir do envolvimento de toda a comunidade escolar, principalmente das famílias e dos docentes”, salienta a secretária de Educação, Beatriz Arregui Sopelsa. O objetivo da pasta é que a iniciativa possa ser ampliada para estudantes do Ensino Fundamental.

Seleção para professores e monitores

Nesta sexta-feira, 20/08, das 10h às 16h, a Univates realiza seleção de professores e monitores para atuarem no projeto de Reabilitação Pedagógica. Os pré-requisitos para os professores são: formação em Pedagogia ou Letras, experiência nos anos iniciais, não ter vínculo empregatício com a prefeitura do município, e disponibilidade de tempo para realizar a formação e ministrar as aulas. Já os monitores devem ser acadêmicos de licenciatura com matrícula ativa, alunos do Curso Normal com matrícula ativa, não ter vínculo empregatício com a prefeitura do município,residir no ou próximo do município, ter disponibilidade de tempo para realizar a formação e acompanhar as aulas. 

No dia da seleção é necessário apresentar os comprovantes dos requisitos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.