Prefeitura quer pavilhão único para recicladores

Somados os valores pagos a todas as associações, este ano o município vai desembolsar em torno de R$ 300 mil. Um novo projeto, entretanto, quer revolucionar a forma como esta verba é empregada pelo Poder Público. O objetivo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smmam) é construir um pavilhão único para agregar todas as reciclagens que hoje funcionam em Bento Gonçalves. A construção deve ficar no transbordo próximo ao Pomarosa 2.

O titular da pasta, Airton Minúsculi, explica que o projeto está em fase final. “Ainda não foi feito todo o levantamento, mas acredito que a construção não deverá sair por menos de R$ 2 milhões. Buscaremos apoio do Governo Federal”, estima. É com verbas federais também que o município pretende equipar este novo pavilhão. A aquisição destes equipamentos já está em fase de licitação (leia mais na página 22). Enquanto a nova entidade não fica pronta, o maquinário será realocado em uma das associações já existentes. “O equipamento melhorará também a qualidade do material produzido. Com lavagem e triturador, subirá o valor agregado do produto”, explica.

Os investimentos do município seguem a lei federal de resíduos sólidos (Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010), que prioriza o acesso a recursos da União aos municípios que implantarem a coleta seletiva com a participação de cooperativas ou outras formas de associação. Juntas, as associações empregam hoje 120 pessoas. A capacidade deste novo pavilhão deve ser para 150.

Carina Furlanetto

 

Leia a matéria na edição impressa.

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.