Presos são transferidos e pente fino encontra celulares e armas artesanais no Presídio

Devido à superlotação do Presídio Estadual de Bento Gonçalves, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) realizou no começo da tarde desta quinta-feira, dia 3, a transferência de 35 apenados, condenados e provisórios para casas prisionais do estado (os locais ainda não foram divulgados pela autoridade policial, por motivo de segurança, uma vez que eles ainda estão em trânsito). A ação gerou revolta nos familiares, que se aglomeraram em frente ao Presídio e gritavam com os agentes.

Antes do começo das transferências, os detentos foram colocados no pátio da casa e uma operação pente fino foi realizada nas celas. Segundo o delegado penitenciário regional Roniewerton Pacheco Fernandes, foram encontrados seis celulares, duas baterias, sete armas artesanais, um estilete, e fios eletrônicos, sendo que um estava escondido dentro de um pão. Participaram da ação 50 agentes penitenciários da região, 25 do Grupo de Ações Especiais (Gaes) da Susepe, além do apoio de uma guarnição do Corpo de Bombeiros de Bento Gonçalves e agentes da Brigada Militar.

Fernandes ainda explica que as transferências se deram em virtude do começo das obras de recupração do Presídio – danificado ainda em maio de 2014, durante uma grande rebelião – na próxima semana. Está prevista a execução de serviços de manutenção e reforma, limpeza, regularização de pintura de paredes e de piso, construção de beliches, reforma da rede elétrica e hidrossanitária, manutenção e regularização de esquadrias das celas e área administrativa, bem como reconstrução do telhado, em todas as celas. 

Fotos: Katiane Cardoso e Susepe/Divulgação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.