Proamb celebra 30 anos com reconhecimento a trajetórias que construíram a entidade

Jantar comemorativo ocorreu no Centro Empresarial de Bento Gonçalves, na noite de quinta-feira, 31/03, com entrega de troféus e apresentação de livro sobre a evolução da instituição

Ao longo das últimas três décadas, a Fundação Proamb escreveu uma história pioneira no Rio Grande do Sul ao promover, de forma precursora, o desenvolvimento sustentável nas organizações. O trabalho, iniciado para solucionar o manejo dos resíduos de empresas de Bento Gonçalves, transmutou-se, através dos tempos, numa missão audaciosa: transformar o mundo num lugar melhor para as pessoas, e pessoas melhores para o mundo.

Esse propósito que move a organização a levou a ser a líder em soluções ambientais no Estado e à longevidade que, ontem, demarcou a comemoração de seus 30 anos presentes na sociedade gaúcha como agente de mudanças sociais, ambientais e econômicas. A celebração em torno da data reuniu lideranças políticas e empresariais no Centro Empresarial de Bento Gonçalves, além de parceiros históricos da Proamb. Pautada pela simbólica efeméride, a emocionante cerimônia priorizou o reconhecimento e agradecimento a trajetórias que construíram e desenvolveram a Proamb como ela é hoje, uma instituição prestigiada pelas soluções ambientais inovadoras no Estado – como o coprocessamento – e pelo seu compromisso com o conhecimento. Mas também foi um momento para exaltar as visões de futuro da Proamb, aliás, uma marca de sua caminhada, sempre pavimentada pelo interesse no novo, nas tecnologias e nas pessoas.

Esses fatores foram destacados pelo presidente da fundação, Neri Gilberto Basso, em seu discurso. À frente da instituição desde 2014, ele disse que a Proamb tem capacidade para enfrentar os desafios do futuro porque tem maturidade para confrontá-los no presente. “Muito aprendemos nesses 30 nos. Hoje, vivemos num mundo volátil e complexo, que exige maturidade e responsabilidade para repensar o presente e o futuro. A Proamb lida com isso desde que surgiu, demonstrando inovação e pioneirismo, e por isso tem coragem para fazer o que precisa ser feito. Queremos ser um novo modelo para o Brasil e para o mundo”, anunciou o presidente da Proamb, que também geriu a entidade entre 2003 e 2009.

A instituição conta com importantes prerrogativas para continuar trabalhando nesse sentido. Como fundação, a Proamb presta contas ao Ministério Público, o que alenta a idoneidade e lisura de processos e procedimentos em suas ações. Além disso, os resultados gerados retroalimentam novos investimentos, motivando o comportamento inquieto da entidade, constantemente em busca de tecnologias e conhecimentos para avançar no seu pacto em fortalecer o desenvolvimento sustentável em todas suas esferas. “Somos empenhados em fazer bem feito, trabalhamos para desenvolver pessoas, e pessoas com propósitos fazem a realidade existir. A Proamb é focada em resultados, pois acredita que o crescimento só vem com trabalho, eficiência e competência, gerando um fluxo de riqueza. Somos determinados em executar nosso planejamento, exigindo empenho das pessoas, mas igualmente justos em reconhecer e agradecer a elas, que fazem da Proamb uma entidade cada vez melhor e mais competitiva”, destacou Basso.

A comemoração dos 30 anos da Proamb é um momento que precisa ser ritualizado e que muito orgulho traz à comunidade, disse o prefeito de Bento Gonçalves, Diogo Siqueira. “A Proamb surgiu com o propósito de solucionar problemas relacionados a gestão ambiental de um modo inteligente: sendo uma Fundação de empreendedores ambientalistas, unindo a questão do meio ambiente com o empreendedorismo. Essa é, e precisa ser, a bandeira de todos os progressistas, que olham para frente, visando o desenvolvimento da sociedade”, enfatizou.

Entrega de livro e troféu marcam cerimônia

As pessoas, de fato, são um dos pilares da instituição. Foi por meio delas que a Proamb empreendeu a longa caminhada até sua posição de líder de mercado. Nessa estrada, algumas delas cingiram a entidade de notórios saberes, vitais para a Proamb desenvolver o DNA da inovação como insígnia de sua trajetória. Foram indivíduos verdadeiramente inspiradores e que, por isso mesmo, receberam uma especial condecoração para traduzir o esplendor de suas contribuições.

O consultor Francisco Leme, autoridade em gestão de resíduos e incentivador da implantação da tecnologia de coprocessamento pela Proamb; o também consultor Mário Rogério Kolberg Soares, especialista em planejamento e administração de recursos ambientais e em tratamento, minimização e destinação final de resíduos sólidos industriais perigosos; e o executivo Emílio Ristow, primeiro presidente da Proamb, receberam o troféu Luccicante, respectivamente, de Neri Basso, do vice-presidente da Proamb, Olívio Aimi, e da ex-presidente Juliana Dal Piaz. O troféu, cuja nome traduzido do italiano significa “brilhante”, foi confeccionado pelo artista plástico Dalcir Marcon.

Outro momento particular da noite foi a apresentação do livro “Fundação Proamb 30 anos: Pioneirismo a serviço da sustentabilidade”. A publicação passa pelo passado, pelo presente e pelo futuro da organização, traçando um panorama da busca da Proamb pela construção de um polo ambiental no Estado. O presidente Neri Basso, numa ocasião repleta de significados, recebeu da pequena Betina Favretto o primeiro exemplar do livro. O momento, que simboliza renovação e solidez, ambos elementos de intrínseca significância para a fundação, foi seguido pela entrega do exemplar a importantes personalidades que compuseram a história da entidade.

O próprio Basso fez a entrega dos primeiros livros a ex-mandatários da entidade, começando por Emílio Ristow (gestão 1991/1992), José Antônio Loureiro Falcão (gestão 92/95), Antônio Bertolini (gestão 95/97) e Juliana Dal Piaz (gestão 2009/2013) – Marcio Chiaramonte, presidente entre 1997 e 2003, não participou da cerimônia.

Após, a publicação foi entregue para Olívio Aimi, Roberto Possamai, Jones Favretto e Vitalino Nichetti, todos do Conselho Consultivo. Na sequência, foi a vez de Alex Basso (Obispa), Cassandra Marcon (Vinícola Aurora), Cecilia Cecconi (Carraro), Ezequiel Brollo (Telasul). Marilu Caron (Fasolo), Oswaldo Bacuke (Rinaldi) e Suelen Protto (Vinícola Salton), membros do Conselho Deliberativo, receberem o exemplar.

O presidente da Fiema Brasil, Jonas Brévia, e os ex-presidentes da feira ambiental César Rubechini, Juarez José Piva e Jones Favretto também foram chamados ao palco.

Ainda, os gestores da Proamb foram chamados ao palco para receberem a obra, simbolizando o agradecimento da instituição a todos seus colaboradores. Foram presenteados o diretor Gustavo Fiorese e Ana Clara Kirsten, Antonio Brandão, Carolina Meincke Couto, Grasiela Meneghetti, Ibrahim Peruzzo da Silveira, Kátia Carlise Birck, Marcelo Link, Marilú Wirti, Morgana Cavalli Taffarel, Roberta Cabral Muller e Silvio Leote Lopes. 

Em clima de festa, os 30 anos da Proamb foram comemorados, ainda, com um show do prefeito de Farroupilha, Fabiano Feltrin, fazendo as vezes de seu ídolo Elvis Presley.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.