ProJovem para poucos

 No ano passado, 400 vagas eram oferecidas para o programa Projovem trabalhador em Bento Gonçalves. Destas, apenas 224 foram preenchidas. O grande motivador não parece estar apenas na disponibilidade dos participantes, mas nas restrições e critérios estabelecidos para o projeto.
O programa federal, coordenado em Bento pela prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, contempla jovens entre 18 e 29 anos, que estejam desempregados. Além disso, eles precisam ser membros de família com renda mensal de até um salário mínimo, e possuírem ensino fundamental ou médio (completo ou incompleto) cursados em escola pública. 
Ao todo, são 350 horas/aula, divididas em qualificação social (100h/a) e qualificação profissional (250h/a), durante seis meses. Cada aluno recebe R$ 100, de bolsa-auxílio, além de alimentação, kit escolar e transporte, custos arcados pelo Governo Federal.

Confira a matéria completa na edição desta sexta-feira do SerraNossa.

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.