Querer engordar é mais comum do que se imagina

Que tal um cardápio destes: no almoço, uma saborosa lasanha de presunto. Para o lanche, hambúrguer com batatas fritas. Na hora do jantar, bife, panquecas de queijo e uma farofinha para acompanhar. Claro que não podemos esquecer da sobremesa. Enquanto a maioria das pessoas vive uma eterna luta contra a balança, outras comem de tudo e um pouco mais sem engordar um grama se quer. Sem peso na consciência, devoram as delícias fritas, empanadas e gordurosas das quais tanto fugimos. Ficou com inveja? Nada disso! O que poderia parecer um privilégio, pode se tornar um sofrimento. A dificuldade em ganhar peso é um problema mais comum do que se imagina, mas que é pouco divulgado.

Num mundo onde se vive às voltas com dietas mirabolantes, chás de emagrecimento e tudo mais, querer engordar pode parecer loucura. Em Bento Gonçalves, muitos médicos e nutricionistas têm recebido pacientes com este tipo de problema que, apesar de sério, pode ser contornado com disciplina e alimentação balanceada.

De acordo com a nutricionista Daniela Gava de Souza, os problemas com ganho de peso variam muito de pessoa para pessoa. Anorexia, depressão, distúrbios metabólicos são alguns fatores que podem influenciar no diagnóstico. A nutricionista revela que, entretanto, o baixo peso não significa problemas de saúde. “Podemos ter uma pessoa que é magrinha demais e é perfeitamente saudável. Isso porque o seu biótipo é este mesmo”, revela. A princípio, segundo ela, não é interessante fazer ninguém engordar. “Se a pessoa é magra e saudável, não faz sentido ganhar peso. Engordar sem orientação  pode, inclusive, aumentar a taxa de gordura no sangue, desencadeando problemas de saúde”.

Confira a matéria na íntegra na edição desta sexta-feira do Jornal Serra Nossa

Marcelo Maciel

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.