Recolocações no mercado de trabalho caem 76,4% em Bento na comparação com 2015

A recolocação de desempregados no mercado tem sido um dos grandes desafios da agência da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS/Sine) de Bento Gonçalves neste ano. De 1º de janeiro até o último dia 17 de maio, na comparação com o mesmo período de 2015, os dados do órgão mostram uma queda acentuada nos índices de reocupação de postos de trabalho na cidade: enquanto no ano passado, 544 pessoas voltaram a ser empregadas, em 2016 esse total baixou para 128 – uma redução de 76,4%.

A redução supera, inclusive, a diferença verificada no total de vagas captadas de encaminhamentos para entrevistas em empresas, que caíram praticamente pela metade ao longo do mesmo tempo. Na avaliação do coordenador da unidade no município, Alexandre Maso, as vagas disponíveis também têm se apresentado cada vez mais exigentes. “Agora, muitas dessas ofertas de emprego são para algumas funções específicas, mas dificilmente são para aumentar o quadro de funcionários. Isso deixa o cenário ainda mais concorrido”, analisa.

Maso ilustra a atual situação tomando como referência grandes empresas que, até o ano passado, segundo ele, ofereciam semanalmente um número significativo de vagas, tanto para reposição como para ampliação das equipes. Frigoríficos, por exemplo, chegavam a disponibilizar de 35 a 45 empregos por semana. “Hoje, não temos mais isso”, lamenta Maso.

Seguro e carteiras
Os agendamentos para encaminhar o seguro-desemprego devem ser feitos somente pela internet, no endereço www.fgtas.rs.gov.br/agendamento-seguro-desemprego. Nesta quinta, dia 19, havia horários disponíveis somente a partir de 24 de junho. A emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) está suspensa até 13 de junho para implantação do sistema on-line de requisição do documento.

Comparativo 2015-2016

– Vagas captadas:
2015: 856
2016: 432

– Entrevistas de emprego:
2015: 4.299
2016: 2.311

– Recolocações no mercado:
2015: 544
2016: 128

– Seguro-desemprego*:
2015: 2.787
2016: 1.978

*O número menor de encaminhamentos não representa, necessariamente, uma diminuição nos pedidos. O motivo para a queda nos dados é o fato de a FGTAS, neste ano, realizar os atendimentos do seguro somente à tarde. O tempo de espera após o agendamento pela internet, contudo, já ultrapassa um mês.

(Foto: Jorge Bronzato Jr.)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.