Reflexo da crise: exportações de móveis recuam 8,4% no segundo bimestre

Além da crise interna pela qual passa o setor moveleiro, o 1º bimestre de 2016 também já apresenta queda nas exportações de móveis. Nos meses de janeiro e fevereiro, foram exportados US$ 77,8 milhões, o que representa uma queda de -8,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com relatório divulgado pelo IEMI – Inteligência de Mercado, desenvolvido com base nas informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior –, desse valor, 22,3% são dos Estados Unidos, 17,6% do Reino Unido, 10,5% da Argentina, 7% da Bolívia e 7% do Peru.

No ranking de principais estados exportadores de móveis do Brasil, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais lideraram com 36,9%, 30,1%, 13,4%, 12% e 5,1%, respectivamente. “Isso mostra a força da região Sul, pois, juntos, os três estados participam com mais de 80% das exportações totais de móveis”, destaca o presidente da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), Volnei Benini.

Em termos de comparação com o 1º bimestre de 2015, apenas Santa Catarina teve saldo positivo, com um aumento de 3,8%. Rio Grande do Sul (2,8%), Paraná (9,2%), São Paulo (3,0%) e Minas Gerais (43,4%) apresentaram quedas.

Foto: Josiane Ribeiro/Arquivo SERRANOSSA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.