RS forma 473 novos servidores penitenciários

Os 373 agentes penitenciários e 100 agentes penitenciários administrativos recém formados serão lotados nas dez regiões penitenciárias do Estado, conforme necessidade da administração.

Foto: Rodrigo Ziebell / Ascom GVG

Mais 473 servidores penitenciários passam a atuar em estabelecimentos prisionais do RS. Eles integram turmas formadas na manhã desta quinta-feira, 03/03, em Porto Alegre, pelo governo do Estado, por meio da secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPS) e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

Realizada no Salão de Atos da PUCRS, a solenidade marcou o encerramento do 32º curso de formação profissional de agentes penitenciários e do 4º curso de formação profissional de agentes penitenciários administrativos.

Em mensagem enviada por vídeo, o governador Eduardo Leite parabenizou os formandos e lembrou dos investimentos realizados nos sistemas penal e socioeducativo. Por meio do programa Avançar, já foram anunciados R$ 465,6 milhões para qualificar o sistema prisional. É o maior investimento da história no setor, superando o total feito nos últimos dez anos no Estado. Um dos principais anúncios é a demolição da atual Cadeia Pública de Porto Alegre, que será substituída por um prédio novo, com 1.856 vagas.

Os 373 agentes penitenciários e 100 agentes penitenciários administrativos recém formados serão lotados nas dez regiões penitenciárias do Estado, conforme necessidade da administração.

O governador em exercício e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, falou sobre o diferencial da atividade dos agentes penitenciários, que trabalham também pela segurança pública do Estado e pela tranquilidade do povo gaúcho. Ranolfo lembrou ainda das mudanças que o RS vive, de um Estado que não conseguia pagar as contas e manter os salários em dia para uma realidade de contas ajustadas e investimentos históricos.

“O programa Avançar já anunciou R$ 5,6 bilhões em investimentos em todas as áreas. Para a segurança pública e o sistema penitenciário, que estão intimamente ligados, chegaremos a quase R$ 1 bilhão. Essa é a verdadeira virada de chave do nosso Estado, que traz resultados extremamente positivos para a sociedade gaúcha”, afirmou.

O titular da SJSPS, secretário Mauro Hauschild, disse que a chegada de novos servidores é mais um importante passo na qualificação do sistema prisional gaúcho. “Precisamos garantir a segurança do sistema prisional, mas também é nossa missão trabalhar na recuperação e inclusão social dos apenados, garantindo oportunidade de trabalho, saúde e educação”, acrescentou.

Durante a cerimônia, os primeiros colocados nos dois cursos receberam certificados e prêmios pela colocação. O aluno Rodrigo Fréu, primeiro colocado no curso de agente penitenciário, recebeu uma pistola modelo G3C. A aluna Andressa Prestes, primeira colocada do curso de agente penitenciário administrativo, recebeu uma bolsa de pós-graduação em segurança pública e direitos humanos.

Curso de formação

O curso de formação profissional dessa turma de formandos, promovido pela Escola do Serviço Penitenciário da Susepe, iniciou no dia 23 de novembro e ocorreu com aulas nos turnos da manhã e da tarde, contempladas nos três eixos: fundamentos da prisão e da pena, rotinas e procedimentos do sistema prisional e gestão penitenciária. Além das aulas, os servidores penitenciários também realizaram estágios na área administrativa e nas unidades prisionais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.