RS não alcança meta, mas atinge 86% da população acima de 18 anos vacinada nesta semana

O estado do Rio Grande do Sul alcançou a marca de 86% da população acima de 18 anos vacinada com pelo menos a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na quarta-feira, 25/08. Essa era a data em que o governo do RS havia previsto para que toda a população gaúcha estivesse vacinada, meta que não foi alcançada. 

Apesar disso, em live nesta quinta-feira, 26/08, o governador Eduardo Leite comemorou o resultado. “Ficamos muito próximos da nossa meta e 86% é um percentual expressivo”, disse. Ainda de acordo com dados do Estado, até a quarta-feira 412 municípios já haviam vacinado ou estavam vacinando jovens de 18 anos, o que representa 83% do total.

Na análise do governador, um dos motivos que ocasionou o não cumprimento da meta teria sido a redução do ritmo de recebimento de novas remessas nos últimos meses. “O ritmo das entregas perdeu velocidade”, comentou. Outro aspecto diz respeito às pessoas que ainda têm resistência à vacinação. “Ainda encontramos focos de resistência, mesmo com todas as evidências sobre a importância da vacinação. Esse é um ato de egoísmo que coloca a vida da pessoa e dos demais em risco. Precisamos ter respeito à ciência e às pessoas à nossa volta. A vacina é um ato coletivo, que reduz as chances de agravamento da doença, reduz hospitalizações e reduz chances de transmissão”, ressaltou Leite.


Imagem: Reprodução/Facebook
 

Sobre as próximas etapas da vacinação, o governo do Estado informou que aguarda a oficialização do Ministério da Saúde sobre a aplicação da dose de reforço em idosos acima de 70 anos e pessoas imunossuprimidas, além do início da vacinação dos adolescentes sem comorbidades. “Também aguardamos informações sobre o encurtamento do prazo de aplicação da segunda dose da Pfizer e da AstraZeneca para oito semanas”, complementou Leite durante a live. A medida de redução do intervalo foi anunciada pelo ministro da Saúde Marcelo Queiroga no início da semana. 

Ainda, Leite afirmou que o Estado seguirá realizando a busca ativa das pessoas que ainda não se vacinaram, a fim de alcançar a meta de 100% dos gaúchos imunizados o mais breve possível. “Estamos longe de derrotar a pandemia no RS e precisamos continuar nos cuidando e nos vacinando”, disse. 
 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.