Safra superou qualidade do ano passado

Para que o cultivo da uva seja de grande valia aos produtores de uva e também de vinho, o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Enio Todeschini, explica que a videira depende de situações climáticas favoráveis a médio e longo prazo. “Nós tivemos um inverno relativamente bom e a primavera um pouco fora dos padrões, quer dizer, peculiar, em que, a cada 12 dias, aproximadamente, observou-se queda de temperatura brusca e até com formação de geada”, sinaliza.

Algumas variedades que floresceram durante o período mais frio da primavera sofreram queda de flores. “Isso resultou em cachos mais ralos, porém com bagas maiores, o que facilitou a questão da sanidade do cacho”, explica. Até o final da janeiro, as variedades subprecoces e precoces apresentaram um bom padrão, segundo ele, tanto de sanidade, como características enológicas. “Em seguida, todo o mês de fevereiro foi especialmente chuvoso e com pouca incidência de luz, o que depreciou a qualidade de algumas variedades de uva, como as de ciclo médio e tardias, principalmente a Isabel, que é o carro-chefe da região”, avalia. Em seguida, durante o processo de maturação, houve, em virtude das chuvas, a redução da cor e também do teor de açúcar, o que influenciou em parte da safra, conforme Todeschini.

Todo este cenário contribuiu para que a expectativa de uma safra perfeita fosse sendo alterada com o passar dos dias, e a cada chuva que incidia sobre a região da Serra gaúcha. “Num primeiro momento, avalia-se a qualidade como excelente e, depois, ao final da safra, como abaixo da média”, constata. Thompsson Didone, extencionista rural e técnico da Emater, concorda, descrevendo o cenário do município de Bento Gonçalves. “Em qualidade, tivemos uma safra muito melhor que a do ano passado, que sofreu bastante com a podridão em decorrência das chuvas”, analisa. “As variedades precoces, colhidas principalmente para a produção de vinhos brancos e espumantes foram de qualidade excelente”, completa. Ao final da safra, reforça Didone, houve um pouco de chuva, mas que não chegou a prejudicar o contexto geral.

Leia a matéria completa na edição impressa desta quarta-feira.

Andreia Dalla Colletta

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.