Saneamento: edital para primeira etapa em junho

De acordo com o superintendente regional da Companhia Rio-grandense de Saneamento (Corsan) na região Nordeste, Alexsander Cerentini Pacico, o edital da primeira parte das obras para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no Barracão deve ser lançado no próximo mês, durante a realização da ExpoBento. A expectativa é que a assinatura conte com a presença do governador Tarso Genro. Esta primeira parte corresponde às redes de coleta nos bairros Santa Marta, Santa Helena e Fátima, com custo de R$ 4,4 milhões. As obras devem iniciar de 60 a 90 dias após a abertura do edital.

Estas ligações levarão o esgoto coletado nas residências até a ETE no Barracão, quando ela estiver concluída. As obras da ETE propriamente dita dependem, ainda, de licenciamento ambiental. A documentação já foi enviada para a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). “Assim que obtivermos a Licença de Instalação, lançaremos o edital para o início das obras”, explica Pacico. Já estão reservados R$ 1,2 milhões para o pagamento da desapropriação da área. Um dos entraves no terreno foi a morte do proprietário, no início deste ano.

Possível atraso

Conforme noticiado pelo SerraNossa em 21 de janeiro, a meta definida pelo Plano Municipal de Saneamento é de que até o final deste ano Bento tenha 20% de coleta e tratamento de esgoto. Um desafio ousado, tendo em vista que o sistema partirá do zero. Entretanto, este prazo possivelmente não poderá ser cumprido. Isto porque, segundo Pacico, as obras levam cerca de um ano para ficarem prontas. Ele explica que as obras de esgotamento sanitário são mais complexas do que as da rede de água.

Apesar disso, o secretário de Gestão Integrada e Mobilidade Urbana, Heber Moacir dos Santos, que também é presidente do Conselho Deliberativo do Fundo de Gestão Compartilhada – composto por membros da administração municipal e Corsan – vê com bons olhos o trabalho realizado. “Os passos estão bem encaminhados”, comemora.

Embora as obras atrasem e o cronograma inicialmente previsto para 2011 não seja cumprido, Santos segue otimista. O plano prevê que até 2012 a cidade tenha 30% do esgoto coletado e tratado. “Com a ETE do Barracão finalizada no próximo ano, anteciparemos uma parte das metas, já que a estação completa abrange mais do que esta porcentagem”, explica.

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.