Senadores protocolam pedido de abertura da CPI do MEC

Criação da Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar irregularidades na pasta depende do presidente Rodrigo Pacheco (PSD-MG)

Nesta terça-feira, 28/06, foi protocolado no Senado o pedido de abertura da CPI do MEC (Ministério da Educação). A justificativa é a apuração de supostas irregularidades no Ministério da Educação ao longo da gestão do ex-ministro Milton Ribeiro. A criação depende agora do aval do presidente da Casa, o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

O protocolo ocorreu com 30 assinaturas, após o registro da assinatura dos senadores Marcelo Castro (MDB-PI) e Confúcio Moura (MDB-RO).

Milton Ribeiro foi preso no último dia 22, na Operação Acesso Pago, da Polícia Federal, que apura tráfico de influência de pastores e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao MEC.

Durante as investigações, o Ministério Público Federal (MPF) apontou possível interferência do presidente Jair Bolsonaro nas investigações sobre o caso do ex-ministro e pediu que fosse enviada parte dos autos ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Confira quais senadores assinaram o pedido:

  • Randolfe Rodrigues (Rede-AP) — autor;
  • Paulo Paim (PT-RS);
  • Humberto Costa (PT-PE);
  • Fabiano Contarato (PT-ES);
  • Jorge Kajuru (Pode-GO);
  • Zenaide Maia (Pros-RN);
  • Paulo Rocha (PT-PA);
  • Omar Aziz (PSD-AM);
  • Rogério Carvalho (PT-SE);
  • Reguffe (União Brasil-DF);
  • Leila Barros (PDT-DF);
  • Jean Paul Prates (PT-RN);
  • Jaques Wagner (PT-BA);
  • Eliziane Gama (Cidadania-MA);
  • Mara Gabrilli (PSDB-SP);
  • Nilda Gondim (MDB-PB);
  • Veneziano Vital do Rego (MDB-PB);
  • José Serra (PSDB-SP);
  • Eduardo Braga (MDB-AM);
  • Tasso Jereissati (PSDB-CE);
  • Cid Gomes (PDT-CE);
  • Alessandro Vieira (PSDB-SE);
  • Dario Berger (PSDB-SC);
  • Simone Tebet (MDB-MS);
  • Soraya Thronicke (União Brasil-MS);
  • Rafael Tenório (MDB-AL);
  • Izalci Lucas (PSDB-DF);
  • Giordano (MDB-SP);
  • Marcelo Castro (MDB-PI);
  • Confúcio Moura (MDB-RO).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.