Tacchini abre dez novos leitos SUS para reduzir espera por internação

Nos últimos 30 dias, o tempo de espera por internação na rede municipal de saúde têm crescido consideravelmente, o que levou a prefeitura a fechar uma parceria com o Tacchini. Novos leitos serão custeados pelo município

Foto: Júlia Milani/SERRANOSSA

Na quarta-feira, dia 11/05, o Hospital Tacchini passará a disponibilizar 10 novos leitos de internação em sua estrutura, que servirão para atender a crescente demanda de pacientes SUS encaminhados pelo Poder Público. A intenção da iniciativa, realizada em parceria com a prefeitura de Bento Gonçalves, é diminuir o tempo de espera por internação, situação registrada com maior frequência nos últimos 30 dias.

Na última sexta-feira, 06/05, o SERRANOSSA recebeu um pedido de ajuda para uma senhora que estaria na UPA 24h há 14 dias na espera por uma vaga no Tacchini. Em contato com a secretária de Saúde de Bento, Tatiane Fiorio, foi repassado que haviam outros pacientes na mesma situação, devido à lotação nos leitos atuais do hospital. Na ocasião, Tatiane afirmou que a secretaria estava em conversas frequentes com o Tacchini para tentar reorganizar os leitos.

“Essa ampliação é importante, pois historicamente, neste período, registramos números maiores de internações, principalmente por doenças respiratórias. E quando temos 100% da utilização dos leitos no Tacchini, os pacientes têm que aguardar um tempo maior para conseguir uma vaga. E com isso, o processo se tornará mais rápido”, afirma a secretária de Saúde.

Agora, a nova estrutura que será mantida pelo município está localizada no Pronto Socorro do hospital, onde durante os períodos mais críticos da pandemia da COVID-19 funcionou uma unidade de UTI Mista. O local ficará ativo por pelo menos três meses. Em agosto deve ocorrer uma reavaliação da demanda.

“Há quase 100 anos, o Tacchini tem como compromisso ajudar a cuidar da saúde da comunidade e, ao longo do tempo, temos feito isso de várias formas. Vamos continuar fazendo tudo que estiver ao nosso alcance para garantir o melhor atendimento possível a todos”, descreve a médica Roberta Paulikevis Vilas Boas, diretora de divisão hospitalar do Tacchini Sistema de Saúde.

Nesta terça-feira, 10/05, o Tacchini está com 100% de ocupação nos 13 leitos de UTI SUS e nos 60 leitos de internação. O cenário vem se repetindo há cerca de 30 dias. Uma das explicações para a alta demanda de internações está nas cirurgias eletivas, as quais ainda estão represadas em função da pandemia.

Pacientes em Carlos Barbosa

No último mês, todos os 60 leitos de internação destinados ao SUS dentro do Hospital Tacchini, sejam eles clínicos, cirúrgicos ou oncológicos, estiveram constantemente ocupados. Para tentar auxiliar o Poder Público a diminuir a espera por vagas, durante esse período o Tacchini chegou a viabilizar a internação simultânea de até 10 pacientes de Bento Gonçalves para a estrutura do Hospital São Roque, em Carlos Barbosa.

“Mesmo com as vagas extras no Tacchini, vamos continuar avaliando os cenários diariamente. Se necessário, o São Roque continuará servindo como retaguarda. Faremos tudo que estiver ao nosso alcance para ajudar”, completa Roberta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.