Tacchini quer ampliar acesso a novas medicações para câncer através de estudos clínicos

Para tanto, Tacchini firmou parceria com o oncologista Fábio Franke, do Centro de Pesquisa Oncosite. O profissional é protagonista no setor oncológico brasileiro, tendo atuado em mais de 250 estudos clínicos com novas medicações

Da esquerda para a direita: Dr. Fernando Obst, Dr. André Reiriz, Dra. Juliana Giacomazzi e Dr. Fábio Franke. Foto: Alexandre Brusa

Com o objetivo de acelerar e expandir o acesso a novas medicações para o câncer, o Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde (ITPS), braço de pesquisas do Tacchini Sistema de Saúde, firmou parceria com o oncologista Fábio Franke, do Centro de Pesquisa Oncosite. O profissional é protagonista no setor oncológico brasileiro, tendo atuado em mais de 250 estudos clínicos com novas medicações. 

“A intenção com esta parceria é oferecer medicamentos e tratamentos inovadores através da ampliação da participação da instituição em estudos clínicos em oncologia. Há uma gama de tratamentos promissores para os mais diferentes tipos de câncer que tem revolucionado o tratamento do câncer no mundo e é isto que queremos trazer para o Tacchini,”, destaca Hilton Mancio, superintendente do Tacchini Sistema de Saúde.

Além do Dr. Franke, o também oncologista André Borba Reiriz está sendo contratado para atuar na linha de frente junto ao time do Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde e Instituto do Câncer na condução dos estudos clínicos em oncologia. Ambos se juntam a uma equipe de mais de 50 profissionais de saúde voltados ao atendimento de pacientes com câncer, incluindo o ITPS, gerido pela dra. Juliana Giacomazzi, e o Instituto do Câncer, comandado pelo dr. Fernando Obst. 

“Queremos explorar ao máximo o potencial do Hospital Tacchini e da região de Bento Gonçalves. Fiquei muito impressionado com a qualidade das instalações  e organização da Instituição  e creio que muito rapidamente poderemos transformar a região da Serra em uma referência para estudos clínicos em oncologia. O Oncosite é centro parceiro oficial de outros grandes centros de pesquisa e queremos juntos criar uma rede, trabalhando em conjunto para o benefício dos  pacientes de todo o estado”, descreve o dr. Franke.

Nos últimos três anos, o ITPS esteve envolvido em 43 estudos clínicos em oncologia, cardiologia, infectologia, medicina intensiva, neurologia, fisioterapia e pediatria. Nos anos de 2020 e 2021, o Instituto foi o Centro de Pesquisa com mais estudos clínicos relacionados à COVID-19 em todo o Rio Grande do Sul. Ao todo, a unidade participou de 13 pesquisas em parceria com grandes laboratórios e hospitais do Brasil e do mundo. 

Além dos estudos clínicos, o ITPS vem se destacando ao realizar Projetos de Responsabilidade Social voltados à comunidade da região, como o projeto de avaliação de fatores de risco para câncer. 

Ainda sob a mesma ótica, outro projeto, que realiza o rastreamento de tumores de intestino, celebra a detecção de quatro casos de câncer e outros 16 de doença pré-maligna. A ação, que utiliza “Intestino Gigante”(estrutura inflável de mais de 15 metros de comprimento e 3 metros de altura) para destacar a importância da prevenção e detecção precoce deste tipo de tumor. Exposto em feiras e eventos da região, o espaço já recebeu mais de 18 mil visitantes. 

Novas contratações são apresentadas para direção. Foto: Alexandre Brusa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.