TCE: nada definido sobre auxílio-aluguel para PMs

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nada está definido por parte do órgão em relação à irregularidade do repasse de auxílio-aluguel aos policiais. Segundo informações, o TCE fez um apontamento ao município sobre possível irregularidade neste pagamento. Com base no documento, o prefeito Roberto Lunelli teria  prazo de 30 dias para prestar esclarecimento ao tribunal, o que ainda não aconteceu.

Depois do esclarecimento dado, o TCE vai analisar a justificativa do prefeito e, caso ela seja satisfatória, conforme explica a assessoria de imprensa do órgão, há a possibilidade de o apontamento ser retirado e o repasse continue a existir. Ou seja, até que o prefeito não preste esclarecimento, a legalidade ou não do auxílio-aluguel segue indefinida. 

Carina Furlanetto

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.