Tire suas dúvidas sobre o forno de micro-ondas

O forno de micro-ondas é um dos utensílios domésticos mais utilizados atualmente. Contudo, seu uso ainda gera muitas dúvidas e até mesmo alguns mitos. Confira as questões mais comuns sobre o uso do equipamento e seus esclarecimentos.

Uma das dúvidas mais frequentes diz respeito à segurança, ou não, de permanecer em frente ao eletrodoméstico quando ele está em funcionamento. É muito difícil que as micro-ondas saiam, mas pode acontecer. “Pode escapar um pouco, apesar das paredes do forno constituírem uma blindagem muito boa. Por isso, é recomendável não ficar olhando a comida esquentar ou cozinhar”, orienta a física Emico Okuno. Afinal, existe o risco teórico da pessoa que fica em frente ao micro-ondas ligado ser exposta às ondas que emanam do aparelho.

Aquecer os alimentos no micro-ondas aumenta o risco de câncer?

Não existem estudos que comprovem isso, especialmente porque o que faz com que o alimento aqueça é nada mais nada menos do que água. “O micro-ondas caseiro só pode operar em uma certa frequência, a 2.450 megahertz. Em uma molécula de água que tem o positivo e o negativo, as micro-ondas fazem com que a molécula fique rotacionando. Então, essa molécula de água vibrando produz calor e aquece o alimento”, explica o engenheiro de alimentos Marcelo Cristianini. 

Os alimentos perdem os nutrientes ao serem aquecidos no micro-ondas?

A quantidade de nutrientes que os alimentos perdem ao serem esquentados no forno de micro-ondas é semelhante àquela dos alimentos esquentados no fogão, quando a temperatura a que o alimento é exposto é a mesma em ambos os casos. “Contudo, alimentos com alto teor de gordura tendem a se oxidar mais facilmente no micro-ondas, mas não é algo muito significativo”, detalha Cristianini. Além disso, ao esquentar o alimento no fogão, é possível ter um melhor controle da temperatura. 

O que eu não posso colocar no micro-ondas?

Não é recomendado colocar objetos metálicos ou pratos de inox ou com frisos metálicos. “Isto devido à reflexão de micro-ondas nessas superfícies”, conta Emico Okuno. Também há alguns materiais que não resistem ao calor. Por isso, é importante observar na embalagem se aquele produto pode ir ou não no forno de micro-ondas. 

Por que a comida fica fria por dentro e quente por fora?

É comum, ao ser esquentado, o alimento ficar frio no interior e quente no exterior. “A profundidade que as ondas de micro-ondas alcançam dentro dos alimentos é restrita, apenas um ou dois centímetros. Assim, a superfície aquece rapidamente e dentro não”, completa o engenheiro de alimentos. 

Além disso, é preciso considerar a questão da distribuição de água no alimento. As partes com mais água esquentarão rapidamente, enquanto outras áreas mais secas demoram um tempo maior. É o caso da lasanha, por exemplo: ao ser esquentada no micro-ondas, o molho aquece antes da massa.  

Por que o prato de micro-ondas gira?

Um dos grandes problemas do micro-ondas é justamente a não uniformidade no aquecimento. “Como as ondas de espalham no micro-ondas de forma aleatória, a bandeja rotativa aumenta a possibilidade de contato do alimento com essas ondas”, diz Cristianini. Assim, os alimentos são aquecidos de uma maneira mais uniforme. 

É melhor cozinhar no micro-ondas ou no fogão?

Não há muitas diferenças entre a perda nutricional dos alimentos cozinhados no fogão e aqueles feitos no micro-ondas. Contudo, como no forno de micro-ondas a profundidade do aquecimento é baixa, não é orientado preparar peças grandes, como carnes.

Por Bruna Stuppiello
Portal Minha Vida


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.