‘Torneio de golfe’ busca chamar atenção sobre precariedade da Rota do Sol

Uma iniciativa engraçada, mas que chama a atenção para um sério problema no Rio Grande do Sul: as péssimas condições da rodovia conhecida como Rota do Sol. São 737 km de extensão, de acordo com informações do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), ligando o extremo oeste do estado até o litoral norte gaúcho. E em praticamente todo o trecho, os buracos chamam a atenção e preocupam quem transita pelo local. “Tem mais buracos que um campo de golfe”, relata o morador de Caxias do Sul Filipe König, que utiliza a rodovia cerca de uma vez por semana para ir até o litoral. 

Foi por meio dessa analogia que surgiu o evento no Facebook “Torneio de Golfe com os Buracos da Rota do Sol”. O objetivo, segundo Filipe, é unir o maior número de pessoas possíveis para chamar a atenção das autoridades responsáveis. “Como não contamos com apoio financeiro para infraestrutura, iremos utilizar os buracos nativos já presentes no percorrer da estrada e obtidos de forma ecologicamente correta. Nosso evento segue todos os protocolos de prevenção. Use máscara”, escreveu Filipe na descrição. 


Imagem: Reprodução/Facebook
 

Até o momento, cerca de 4,5 mil pessoas demonstraram interesse na iniciativa. “Sempre fui bem-humorado para tudo. Tento procurar o lado engraçado das situações. E, às vezes, uma notícia humorada gera mais repercussão do assunto e as pessoas interagem mais”, comenta. “Quem sabe os órgãos competentes vejam e decidam não esperar até dezembro para consertar a estrada”, continua Filipe. 

Conforme o morador de Caxias, desde que ele transita pelo local, a estrada nunca esteve em boas condições. “Mas de janeiro para cá foi o período em que esteve mais crítico”, revela. 

Diante da mobilização, alguns veículos de comunicação passaram a divulgar a iniciativa, que chamou a atenção de algumas autoridades locais. Em Caxias do Sul, vereadores prometeram tapar alguns dos buracos caso o Daer não o faça até o fim da semana. Filipe ainda afirma que, caso providências necessárias não sejam tomadas, “é possível que haja algum tipo de mobilização presencial reivindicando melhorias. Afinal, pagamos o IPVA para isso”, pontua.


Fotos: arquivo pessoal
 

Em contato com a assessoria de comunicação do Daer, foi informado ao jornal SERRANOSSA que, na semana passada, foi feita uma operação tapa-buracos no trecho entre Lajeado Grande a Tainhas. Já para os próximos dias, o Daer afirma que está programada uma intervenção para execução de reparos emergenciais entre Caxias do Sul e Lajeado Grande. 
 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.